O SECRETÁRIO-GERAL da Frelimo, Roque Silva, aconselha os jovens moçambicanos a abraçarem o ensino técnico-profissional e o auto-emprego como forma de superarem o défice de emprego prevalecente no país.

Roque Silva, que falava quinta-feira num comício em Mucombedzi, distrito de Vandúzi, no prosseguimento da visita de trabalho à província de Manica, entretanto terminada ontem, disse não ser possível haver emprego formal para todos, em qualquer sociedade, daí que os jovens são chamados a recorrer ao auto-emprego.

Por isso, com o ensino técnico, os jovens aprendem a ser pedreiros, carpinteiros, electricistas, canalizadores, mecânicos, entre outras profissões, que podem assegurar o seu ganha-pão e através do qual sustentarem-se a si próprios e às suas famílias.

O secretário-geral da Frelimo respondia às preocupações da população, que pediu ao Governo do partido no poder a construção de uma escola secundária na sede da localidade de Mucombedzi, como forma de reduzir a distância percorrida pelos alunos até Vandúzi, a sede distrital, onde se localizam as escolas secundárias.

Roque Silva afirmou que o executivo tudo está a fazer para criar novos postos de trabalho, através do incentivo ao investimento nacional e estrangeiro, mas sublinhou que jamais será possível dar emprego formal a todos os moçambicanos.

Apelou para a necessidade de os jovens abraçarem iniciativas empreendedoras, facto que passa também por aumentarem o seu nível escolar, realçando que sem conhecimento e sem formação será difícil encontrarem oportunidades de emprego.

Para o dirigente político, existem no país jovens que concluíram o ensino médio e superior, mas que continuam sem emprego, razão pela qual é necessário que abracem formas alternativas, realizando actividades que garantam a sua sobrevivência.

Em Mucombedzi, além da escola secundária, a população pediu a ligação da localidade à rede nacional de energia eléctrica. Sobre esta matéria, Roque Silva garantiu que a energia chegará à localidade pois, segundo disse, sempre foi visão da Frelimo melhorar as condições de vida dos moçambicanos, através da provisão de serviços de educação, saúde, energia, vias de acesso, entre outros.

Afirmou que neste momento a energia eléctrica já chegou a todas as sedes distritais, estando actualmente a ser estendida aos postos administrativos e localidades, acto que irá acontecer, bastando para o efeito a Frelimo continuar a governar.

Processo ordeiro

JÁ em Inhambane, aonde chegou ontem, Roque Silva exortou aos membros e simpatizantes do seu partido a evitarem confrontações físicas ou verbais com os seguidores de outros partidos políticos, durante a campanha eleitoral que arranca a 31 de Agosto corrente.

Reiterou que a Frelimo sempre pautou pelo civismo e urbanidade nos actos eleitorais, devendo, por isso, conservar esta qualidade que engrandece o partido em todas vertentes.

Disse que um dos segredos deste comportamento reside justamente na capacidade que os seus membros têm de evitar responder às provocações que, eventualmente, forem protagonizadas pelos adversários políticos, na tentativa de manchar a boa imagem do partido.

Sublinhou que o foco da Frelimo é assegurar a maioria na Assembleia da República e nas assembleias provinciais, além da reeleição do Presidente da República, Filipe Nyusi.

Entretanto, num pequeno informe prestado em Vilankulo, o primeiro secretário do Comité Provincial e chefe do gabinete de preparação de eleições, Diniz Vilankulo, assegurou que a recondução do Presidente Nyusi será por uma vitória convicente, retumbante e asfixiante.

“Camarada secretário-geral, os membros e militantes da Frelimo na província de Inhambane estão preparados para divulgar o manifesto da Frelimo, com o objectivo de mobilizar os eleitores a optarem pelo nosso programa e pelo nosso candidato, daí que não temos dúvidas da nossa vitória em Inhambane”, garantiu Diniz Vilankulo.

Roque Silva foi recebido ontem na localidade de Pande, distrito de Govuro, e seguiu ao distrito vizinho de Inhassoro, onde se reuniu com os pescadores e líderes da autoridade comunitária. No encontro, falou da necessidade da preservação da paz, através do aprofundamento da reconciliação nacional e consolidação da democracia no país.

Apelou a esta camada populacional a cultivar o perdão, como condição primordial para a manutenção da paz e reconciliação nacional.

Hoje, o secretário-geral da Frelimo reúne-se com a comunidade académica, na cidade da Maxixe, depois de tomar pulso da prontidão das organizações sociais do partido, na vila da Massinga, e auscultar praticantes da medicina tradicional, no distrito de Vilankulo, sobre as estratégias adicionais para a manutenção da paz e reconciliação nacional.

VICTOR MACHIRICA

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction