Director: Júlio Manjate

Os observadores internacionais das VI Eleições Gerais realizadas na última terça-feira em Moçambique são consideradas justas, livres e transparentes, apesar de alguns focos de violência em Gaza, Nampula e Sofala.

O reconhecimento foi apresentado na manha de hoje numa apresentação conjunta das Missões de Observação Eleitoral da SADC, CPLP, União Africana e do EISA, enquanto a União Europeia fará a sua apresentação em separado, esta tarde.

A declaração preliminar dos resultados da Missão de Observação Eleitoral é apresentada pelo chefe da Missão de Observação Eleitoral (MOE) da SADC, Oppah Muchinguri- Kashiri, Ministra da Defesa e dos Antigos Combatentes da República do Zimbabwe e pelo Juiz André da Silva Neto, Presidente da Comissão Eleitoral da República de Angola, indica o programa que o Notícias Online teve acesso.

O documento aponta que a avaliação preliminar da União Africana será apresentada por GoodLuck Jonathan, antigo Presidente da República Federal da Nigéria e enquanto da Commonwealth, será lida pelo antigo Vice-presidente da República do Quénia,  Kalonzo Musyoka.

Segundo o programa em alusão, a missao da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, CPLP, será anunciada por Lopo Nascimento, antigo Primeiro-Ministro da República de Angola, enquanto isso, os resultados preliminares do Instituto Eleitoral para a Democracia Sustentável em África (EISA), serão divulgados por Dramani Mahama, antigo Presidente da República do Gana, e por fim a Francofonia, será publicada por Urbino Botelho, ExMinistro dos Negócios Estrangeiros de São Tomé e Príncipe.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction