Director: Júlio Manjate

Moçambique passa a integrar, desde ontem, o Conselho de Paz e Segurança da União Africana.

O Malawi é outro país que, a par com Moçambique, passa a integrar este órgão da União Africana (UA), em substituição de Angola e Zimbabwe.

A eleição de Moçambique aconteceu ontem na 33ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da UA, um evento que teve lugar na cidade de Addis-Abeba, capital etíope, sob o lema “Silenciar as Armas, Criando Condições para o Desenvolvimento de África”.

O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, disse que para a implementação  sustentável das acções que garantam a paz no continente exige-se dos Chefes de Estado e de Governo uma capacidade de prevenir, gerir e combater focos de tensão.

Por isso, manifestou a abertura do Governo moçambicano para apoiar toda a assistência que for necessária e ao alcance de Moçambique, bem como outras informações nesta matéria.

“Entendemos que as nossas acções deverão incidir no reforço da boa governação, inclusão e combate à corrupção, prosseguir com a eliminação das desigualdades económicas, sociais e políticas e continuar a tomar medidas coordenadas para o combate do tráfico de armas ligeiras, intensificar a troca de informações e controlo do crime transfronteiriço. Continuar a privilegiar os mecanismos de resolução dos conflitos existentes,  mobilizar recursos para apoiar intervenções coordenadas ao nível do continente”.

Explicou que só assim será possível assegurar a manutenção da paz e segurança em África.

Para o efeito, salientou o governante, “Moçambique apoia a proposta de Angola para convocar uma conferência extraordinária, na qual serão discutidas medidas concretas para o combate ao terrorismo no Sahel, Corno de África e regiões de África.

Face a esta abordagem, o Governo moçambicano manifesta a sua abertura para qualquer tipo de assistência e troca de informações e outras experiências nesta matéria.

O Conselho de Paz e Segurança da União Africana é o principal órgão encarregado da garantia da paz e segurança no continente, integrando 15 membros, e funciona na sede da UA, em Addis-Abeba, coadjuvado nas suas deliberações por um comité militar e outro de peritos diplomatas.

A cimeira também foi marcada pela passagem da presidência rotativa da União Africana do presidente do Egipto, Abdel Fattah el-Sisi, para o seu homólogo sul-africano,Cyril Ramaphosa .

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction