Director: Júlio Manjate

Os eleitores em Angoche responderam ao apelo dos órgãos eleitorais e dos partidos políticos, afluindo em massa às mesas de votação, facto que gerou confusão, associada à lentidão no momento inicial do escrutínio.

A Polícia foi chamada a intervir, nalgumas situações, para impor a ordem e garantir que o processo decorresse com a normalidade desejada.

Cidadãos há que se fizeram à fila para a votação, na Escola Secundária de Angoche, por volta das três horas, como é o caso de Anélia Dumane e de Quincisse Comane, que chegou às quatro, mas que ainda aguardavam pela sua vez de votar na mesa 3081-01, até às 9.30 horas.

As urnas abriram normalmente às sete horas e o Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) não reportou, até então, qualquer anomalia que possa comprometer a votação.

Até ao fim da tarde de ontem ainda havia material e brigadistas por serem alocados aos seus postos de trabalho, o que acabou sendo feito à noite e até de madrugada.

A prioridade, segundo o director do STAE, Ussene Fernando, foi para as ilhas como Quíloa, Maziuane, Yaruba, Mitubane, Quelelene, Catamoio e Yada, onde estão a funcionar 16 mesas, e outros locais distantes da sede.

O presidente da Comissão Distrital de Eleições (CDE), Domingos Amisse, disse que estava satisfeito com o nível de afluência e a expectativa é abranger o maior número possível de eleitores.

"Esta afluência mostra que os eleitores acataram a mensagem", congratulou-se.

Sobre a lentidão, afirmou que os minutos iniciais têm deste tipo de comportamento, sanável à medida que o processo avança.

A CDE está a multiplicar o apelo, através das rádios comunitárias e dos mandatários dos partidos, para que os eleitores abandonem o local da votação depois de exercer o seu dever.

"Temos que aguardar os resultados em casa", reafirmou.

Para as presentes eleições, Angoche conta com 243 mesas de assembleias de voto, para as quais foram formados 1701 escrutinadores.

Dez observadores, sendo seis nacionais e quatro internacionais, estão no terreno a supervisionar o processo.

A Frelimo, MDM, Renamo e AMUSI disputam, neste ponto do país, o voto de 177 027 eleitores inscritos.

Comments

O candidato ao MDM à Presidência da República, Daviz Simango, exerceu esta manhã por volta das 7.30 horas o seu direito de voto no Campus da UniZambeze, na cidade da Beira.

Na ocasião, convidou outros cidadãos a afluírem em massa às mesas de votação e recomendou ainda aos órgãos eleitorais para que conduzam o processo com zelo e responsabilidade.

 

Comments

O candidato a Presidente da República pelo Partido Acção do Movimento Unido de Salvação Integral (AMUSI), Mário Albino Muquissince, disse estar expectante na sua vitória e do seu partido no escrutínio hoje realizado a escala nacional e na diáspora.

Muquissince falava momentos depois de exercer o seu direito cívico de voto esta manhã na Assembleia de voto n° 03001-04 no Instituto Industrial e Comercial de Nampula, onde igualmente manifestou a sua satisfação pelos níveis de afluência em várias assembleias na cidade de Nampula.

“A afluência dos eleitores que é boa, esperamos que o processo organizacional das mesas de voto seja também capaz de corresponder esta expectativa dos eleitores”, disse Muquissince, sustentando que o processo de organização é a chave para o sucesso do escrutínio.

Muquissince disse estar seguro que vai vencer porque granjeou popularidade em diversas regiões do país, no momento da apresentação do manifesto do seu partido durante o processo de campanha eleitoral.

“Como sabem, o partido AMUSI mostrou aquilo que é a sua popularidade e isso vai reflectir-se nas mesas no fim do dia de hoje” sublinhou.

Aliás, a questão organizacional segundo disse o aspirante a ponta vermelha devera consequentemente trazer resultados desejados provenientes das messas de voto.

Contudo, o candidato presidência da República pelo partido AMUSI queixou-se da interdição dos fiscais da sua formação política nas assembleias de voto uma acção protagonizada pelos MMVs no povoado de Nakhuia distrito de Monapo em Nampula.

“Mas acreditamos que com a colaboração de todos podemos ultrapassar estas situações” sublinhou Muquissince.

Rahaia Jamal

Comments

Ossufo Momade, candidato a Presidente da República pelo partido Renamo, exerceu o seu direito de voto na mesa número 03134-01, instalada na Assembleia que funciona em Nália, centro da cidade.

Em declarações à imprensa, Momade prometeu ficar em casa para acompanhar o desenrolar do processo, manifestando estar ansioso e na expectativa de que os resultados espelhem a vontade popular.

Entretanto, deixou um aviso veemente à navegação. Aliás, deixou uma mensagem  em que afirma que caso a votação seja caracterizada por ilícitos eleitorais o povo vai se revoltar.

E, por isso, vincou a necessidade de se respeitar o acordo de Paz de Maputo, através do qual o país entrou para uma fase de paz efectiva.

Momade votou um pouco depois das 08:30 horas, mas antes dessa hora os MMV's e os delegados de candidatura da Renamo em todas as mesas que funcionam em Nália envolveram-se em cenas de violência, ou seja, lutaram vergonhosamente, chegando ao ponto de rasgar as listas dos eleitores  inscritos.

A situação aconteceu sob a alegação de que cidadãos há que tentaram introduzir mais boletins de voto nas urnas.

O certo é que há uma ameaça de tranquilidade na Ilha de Moçambique, principalmente nas mesas da zona de Nália. Até alguns membros seniores da Renamo apareceram à imprensa pedindo para se retirarem de Nália, temendo, alegadamente, pelas consequências do incêndio que se estava a preparar contra as tendas construídas com material precário naquele local.

Comments

A COMISSÃO Nacional de Eleições (CNE) exorta aos eleitores que hoje vão às urnas a abandonar as assembleias de voto logo após a votação e aguardar os resultados a partir das suas residências. O presidente do órgão, Abdul Carimo Sau, que fez esta exortação ontem, apelou ao eleitorado a fazer as suas escolhas de forma ordeira e pacífica, recordando que a lei prevê, para efeito de controlo de voto, a presença permanente de delegados de candidaturas, em representação dos partidos políticos, que são devidamente credenciados e permanecem dentro dos locais de votação até ao encerramento de todas as operações de apuramento na mesa. Leia mais

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction