Director: Lázaro Manhiça

O ATAQUE do dia 24 de Março levou os residentes da vila de Palma, província de Cabo Delgado, a refugiarem-se nas matas e caminharem durante dias até chegarem a Quitunda, de onde foram levados para Afungi e depois evacuados para Pemba.

Alguns deslocados descreveram a situação de muito tensa, no dia dos ataques, onde famílias se dispersaram e outros viram seus entes a serem degolados por terroristas que não escolhiam os alvos a atingir. (ISAÍAS MUTHIMBA)

LEIA MAIS...

Comments

O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, acaba de anunciar a manuntenção das medidas em vigor para a contenção da propagação da covid-19, e estendeu o recolher obrigatório para as principais capitais provinciais e na região do Grande Maputo, das 22 até 4 horas de madrugada, durante 21 dias.

"Para evitar que se repita a situação dramática que vivemos nos meses de Janeiro e Fevereiro do ano em curso, decidimos manter todas medidas de contenção da propagação da Covid-19, actualmente em vigor por mais 21 dias, com início 0 hora do dia 6 de Abril", declarou o Chefe do Estado moçambicano.

Nyusi acrescentou que "decidimos ajustar o horário do recolher obrigatório na região metropolitana do Grande Maputo, das 22 às 4 horas, para facilitar aos trabalhadores de estabelecimentos comerciais e de reatauração, bem como, estudantes do pós-laboral no ensino superior, para que possam ter acesso aos transportes públicos de passageiros para chegarem às suas casas".

"Face ao aumento da taxa de positividade nas últimas semanas ao nível das províncias com destaque para Gaza, Sofala, Manica, Tete, Cabo Delgado e Niassa, o recolher obrigatório actualmente em vigor na Área Metropolitana do Grande Maputo, é estendido para todas as Cidades capitais provinciais, e vigorará no mesmo horário, isto é, entre as 22 horas e às 4 horas, durante os próximos 21 dias", sublinhou.

Justificando o alargamento do recolher obrigatório a todas as capitais provinciais, o Presidente da República explicou que a mesma decorre do facto de estar-se a observar um aumento progressivo de casos nestas regiões, contrariamente à tendência actual na região do Grande Maputo.

“Enquanto na área metropolitana do Grande Maputo observamos a diminuição de transmissão da doença, notamos, com preocupação, o seu aumento noutras províncias”, disse Filipe Nyusi.

Esta medida explica-se também pelo facto de a última vaga da doença, que teve início em Janeiro deste ano, estar ainda activa e pela necessidade de evitar a situação dramática vivida e caracterizada pelo aumento dos índice de mortalidade, internamentos e de novas infecções. É igualmente justificada pela necessidade de preservar os ganhos alcançados, com a implementação das medidas que evitaram  o pior.

Lembrou que a segunda estirpe foi mais intensa do que a primeira, com um registo de “cinco vezes mais casos positivos, seis vezes mais internamentos e sete vezes mais óbitos”. Este cenário, segundo explicou o presidente, ficou a dever-se à uma nova variante genética do vírus com uma maior capacidade de transmissão.

Apesar da redução, no geral, do número de casos de internamentos e óbitos durante os meses de Fevereiro e Março, o Presidente Nyusi considera que a situação epidemiológica actual é mais grave do que a registada antes do início da segunda vaga.

Referiu, por exemplo, que actualmente o número de casos da Covid-19 é 10 vezes superior ao observado na última semana de Dezembro, o que significa que é 17 por cento superior, sendo o número de óbitos duas vezes também superior.

Nyusi afirmou ainda que, para efeitos de monitoria da pandemia, o Governo definiu quatro indicadores, nomeadamente a proporção de camas ocupadas nos cuidados intensivos, a taxa de positividade das amostras testadas, o número de testes disponíveis e disponibilidade de equipamento de protecção individual.

 

“Neste momento, três destes quatro indicadores encontram-se no nível de alerta”, advertiu.

Comments

O PAPA Francisco lembrou, ontem (04) domingo de Páscoa, a população “vítima do terrorismo” a Vila Sede de Palma, província de Cabo Delgado, durante a sua mensagem de Páscoa.

“Que a força do Ressuscitado [Cristo] apoie as populações africanas que vêm o seu futuro comprometido pela violência interna e pelo terrorismo internacional, especialmente no Sahel e na Nigéria, bem como na região de Tigray e Cabo Delgado”, afirmou o Sumo Pontífice, apelando a que “continuem os esforços para encontrar soluções pacíficas para os conflitos, respeitando os direitos humanos e a sacralidade da vida”.

As palavras do Papa assumem especial significado numa altura em que a região de Cabo Delgado enfrenta aquele que é considerado como um dos piores ataques dos grupos jihadistas islâmicos desde o início do conflito na região, em 2017. Há quase duas semanas, recorde-se, centenas de militantes fortemente armados tomaram a vila de Palma, matando dezenas de civis e colocando milhares de pessoas em fuga, agravando ainda mais a crise humanitária na região.
O sofrimento da população local foi também reconhecido ontem pelo Arcebispo de Maputo, Francisco Chimoio, na sua mensagem de Páscoa, em que apelou à solidariedade dos moçambicanos e dos países vizinhos para com as vítimas da violência na região.
BUSCAS POR POPULAÇÃO DISPERSA

As forças moçambicanas estão a recolher centenas de pessoas que foram dispersas pelo ataque jihadista contra Palma e estão a levá-las para Quitunda, na península de Afungi, onde já se encontram milhares de deslocados.

A zona de Quitunda e o estaleiro da Total continuavam ontem seguros, apesar de se encontrarem a apenas seis quilómetros de Palma, onde prosseguem os combates.

Segundo a ONU, pelo menos 23 mil pessoas encontram-se refugiadas em Quitunda, a aguardar transferência para Pemba.

Comments

A VILA-SEDE do distrito de Palma, na província de Cabo Delgado, já está totalmente sob controlo das Forças de Defesa e Segurança (FDS), assegurou o brigadeiro Chongo Vidigal falando a jornalistas, este domingo (04) em Palma, 11 dias depois do ataque registado no passado dia 24 de Março.

Segundo a fonte, já terminou o trabalho de clarificação de todo o perímetro da vila.

“Estamos agora a avançar para a outra fase um pouco crítica, à semelhança da primeira, que é reconquistar, mas também esta fase crítica que é receber a população que tinha corrido para as matas. É crítica porque precisa de muita acutilância, muita atenção, muita ponderação por parte das FDS, no sentido de receber essa população, mas ao mesmo tempo ir fazendo a profilaxia, para evitar que alguns elementos se aproveitem dessa situação e possam nos criar mais tarde problemas no terreno”, explicou Chongo Vidigal.

O Governador de Cabo Delgado esteve este domingo em Palma onde, para além de encorajar as Foças de Defesa e Segurança a continuar com o seu trabalho, transmitiu uma mensagem de esperança aos deslocados que se encontram na vila de reassentamento de Quitunda.

Depois de visitar as infra-estruturas danificadas na Vila-Sede de Palma, Valgy Tauabo, disse que em breve, toda a população vai voltar às suas casas para retomar as actividades produtivas.

(Notícias/RM)

 

Comments

O MINISTRO da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Daniel Nivagara, orienta amanhã(05), na cidade de Maputo, a cerimónia de lançamento do sistema de vídeo-conferência do Governo, uma plataforma que visa melhorar a eficiência e a comunicação de forma remota.

A iniciativa insere-se nos esforços do Governo em garantir a continuidade dos serviços essenciais em todas as áreas de desenvolvimento social e económico, político e cultural, neste período assolado pela pandemia da Covid-19, através da utilização de serviços digitais viáveis e seguros, de forma a reduzir o contacto interpessoal.

O sistema é avaliado em 24.069.616,00Mts doados pela empresa chinesa, Huawei e conta com a participação do ministro da Saúde, Armindo Tiago, embaixador da  China em Moçambique, o CEO e técnicos da empresa, quadros do MCTES.

 

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction