Opinião

Politica

A população do distrito de Boane, província de Maputo, reprovou hoje a mensagem apresentada ao Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi. O acto aconteceu em ...

sexta, 19 julho 2019
Leia +

Nacional

A Procuradoria-Geral da República (PGR) defende a necessidade de estabelecimento de uma base de cooperação e coordenação entre o Ministério Público, ...

sexta, 19 julho 2019
Leia +

Desporto

A ARGÉLIA sagrou-se, na noite de ontem, campeã africana de futebol, ao vencer na final o Senegal por 1-0, numa final disputada no Cairo, capital do Egipto. Os argelinos voltam ao ...

sexta, 19 julho 2019
Leia +

Beira

Retomou há dias a acção de captura de cães vadios na cidade da Beira, após uma interrupção na sequência do ciclone tropical Idai, ...

sexta, 19 julho 2019
Leia +
Pub
SN

Economia

Alcides Tamele O SECTOR privado deve começar a equacionar a aposta em produtos nacionais nas suas actividades como forma de promover a sua transformação e a ...

sexta, 19 julho 2019
Read more

Tecnologias

ESTÃO criadas as bases para o pagamento de subsídios aos beneficiários dos programas de protecção social básica, com o lançamento, ontem em Maputo, da ...

sexta, 19 julho 2019
Leia +

AS autoridades policiais não receberam pedido de nenhuma organização, solicitando a realização de manifestações na cidade de Maputo e nem em nenhum outro ponto do país.

Esta foi a reacção da Polícia às informações que circulam nas redes sociais, dando conta da realização de manifestações nos dias 29 e 30 de Abril e de 3 a 7 de Maio.

A Polícia reconhece que a manifestação é um direito constitucional, mas lembra que a sua realização deve obedecer a um conjunto de comandos legais. 

De acordo com a legislação, o exercício da manifestação pelos cidadãos carece de comunicação às autoridades para efeitos de aprovação do horário e itinerário da mesma, sob pena de ser considerada ilegal.

Reza ainda a lei que as pessoas ou entidades que pretendam realizar reuniões ou manifestações em lugares públicos ou abertos ao público deverão avisar, por escrito, do seu propósito e com a antecedência mínima de quatro dias úteis, às autoridades civis e policiais da área. O aviso deve ser assinado por dez dos promotores devidamente identificados pelo nome, profissão e morada ou, tratando-se de pessoas colectivas, pelos respectivos órgãos de direcção.

Falando ontem, no habitual briefing semanal à imprensa, o porta-voz do Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM) na cidade de Maputo, Orlando Modumane, condenou o uso das redes sociais para a disseminação de boatos e desordem pública, feito por indivíduos anónimos.

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction