PHC

Director: Lázaro Manhiça

ALGUMAS pessoas carenciadas, residentes no posto administrativo de Beluluane, distrito de Boane, província de Maputo, queixam-se de exclusão no pagamento de Apoio Social Directo Pós-Emergência (PASD) no âmbito da eclosão da Covid-19.

Neste contexto, o processo realizado, sábado, em Beluluane, decorreu em meio a tumultos, pois os queixosos buscavam respostas por parte das estruturas locais.

Marta Fenias, viúva e mãe de quatro filhos, não entende o porquê de não ter sido alistada, uma vez que não dispõe de renda para o sustento.

Joana Cardoso, residente no posto administrativo, lamentou o facto de as autoridades locais não terem divulgado a informação sobre a ajuda para que a população aderisse a campanha.

A chefe do quarteirão 8, em Beluluane, Isaura Mabunda, afirmou que não soube do processo de PASD, tendo sido surpreendida pela população a informar sobre o pagamento dos 4.500,00 no âmbito da eclosão da Covid-19.

“Procurei o secretário do bairro e expôs o problema. Ele ordenou-me a fazer a lista das pessoas para beneficiarem do valor numa próxima ocasião”, contou.

A primeira fase do PASD, que consiste no pagamento de 4.500,00 meticais, iniciou quarta-feira, em Boane e o término está previsto para hoje. A etapa seguinte vai decorrer daqui a dois meses.

Prevê-se que pelo menos oito mil famílias beneficiem do apoio provido pelo Governo. 

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction