Director: Lázaro Manhiça

POUCO mais de 750 Km de estradas serão reabilitados e reconstruidos a partir deste mês na província da Zambézia, no contexto do Projecto Integrado de Desenvolvimento de Estradas Rurais financiadopelo Governo e pelo Banco Mundial num investimento de 3,4 mil milhões de meticais.

Os distritos contemplados com este investimento sãoos de Pebane, Mocubela, Maganja da Costa, Morrumbala, Lugela, Luabo e Chinde, todos localizados no vale do Zambeze, uma região com enorme potencial agro-turístico e pesqueiro invejável, entretanto, adormecido devido à falta de estrada sem condições. 

O delegado provincial da Administração Nacional de Estradas (ANE), Jorge Govahica, disse ontem, em Pebane, no final de um trabalho de monitoria no sector de estradas na época chuvosa e ciclónica que os trabalhos de execução das obras estão na fase inicial. Explicou que os empreiteiros estão, neste momento, na fase de mobilização e execução de trabalhos preliminares, nomeadamente a destronca, limpeza, construção de acampamentos por forma a assegurar a sua presença na manutenção das estradas após a reabilitação e reconstrução.

Grande parte das estradas que serão intervencionadas são picadas e os trabalhos que agora iniciaram vão consistir em alargamento em mais sete metros, construção de uma nova base estabilizada, aquedutos e pontes onde for necessário. Esta actividade, segundo Govahica, será executada em dois anos a partir do próximo mês de Março e os empreiteiros terão de fazer a manutenção bienal após a reabilitação.

Segundo ainda Jorge Govahica, há outros dois projectos de reabilitação de estradas, nomeadamente do troço Quelimane/Nicoadala/Namacurra, com 70 quilómetros e manutenção de rotina de estradas. Para o caso da estrada Quelimane/Namacurra, a fonte afirmou que decorre a finalização do projecto de engenharia uma vez que é o próprio empreiteiro que vai conceber e executar a obra.

No ano passado iniciou o processo de libertação das zonas de protecção parcial e indemnização das famílias pelas benfeitorias abrangidas pelo traçado do projecto. Recorde-se que, as obras de Quelimane/Namacurra consistiram na ampliação da largura do troço para mais três metros e será de duas faixas.

Entretanto, as autoridades do sector preveem fazer a manutenção de rotina de quatro mil quilómetros de estradas este ano. O delegado da ANE diz que a província ainda não recebeu o orçamento para o efeito e indicou que,no ano passado, Zambézia recebeu 240 milhões meticais.

Maior parte da rede viária da província precisa de uma manutenção periódicapara conferir melhor segurança rodoviária.

Para construir uma estrada que resiste a fenómenos adversos como erosão, chuvas e outras intempéries cada quilómetro consome pelo menos 300 mil meticais.

A província da Zambézia conta com uma rede viária de 5100 quilómetros, dos quais, pouco mais de 650 são asfaltados.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction