Imprimir
Categoria: Nacional
Visualizações: 3367

O Grupo Pestana, um dos maiores operadores da indústria hoteleira, ficou sem uma das suas estâncias turísticas na Ilha de Bazaruto, na província de Inhambane, na sequência da destruição, na madrugada de sábado, de 13 dos 16 bungalows que compunham este que é o mais antigo e maior hotel no distrito de Inhassoro.

Segundo o director provincial de Cultura e Turismo de Inhambane, Fredson Bacar, o incidente pode ter sido provocado pela explosão de uma botija de gás.

Não foram reportadas vítimas humanas porque a estância não tinha hóspedes, já que há cerca de dois anos que a mesma se encontra fechada para obras de reabilitação. No entanto, registaram-se avultados danos materiais.

Fredson Bacar disse que tal é um grande revés para a actividade turística na província, numa altura que tudo está sendo feito para reanima-la.

“O Grupo Pestana mobilizou grandes investimentos para a reabilitação e modernização das suas casas, além da execução da segunda fase do projecto, que seria a expansão do número de casas”, disse Bacar.