Imprimir
Categoria: Nacional
Visualizações: 1118

Apenas o distrito de Chimbonila continua sem bombas de abastecimento de combustíveis líquidos na província do Niassa, no âmbito da construção destas infra-estruturas no país.

Enquanto, Majune é o último distrito que foi abrangido pela construção de bombas de combustíveis, cujas obras encontram-se na fase conclusiva.

Trata-se de um empreendimento que contempla para além da estação de serviços, um furo de água, e lojas.

Segundo deu a conhecer à Rádio Moçambique, o delegado do Fundo Nacional de Energia, FUNAE no Niassa, Victor Raul, explicou que para a construção do empreendimento foram aplicados mais de 26 milhões de meticais.

Victor Raul acrescentou que o distrito de Chimbonila, no Niassa, não foi abrangido pelo projecto de incentivos geográficos por se localizar a uma distância de 30 quilómetros da cidade de Lichinga.