Dois funcionários da Direcção Provincial de Trabalho, Emprego e Segurança Social de Manica estão, desde a última sexta-feira, detidos na 1ª esquadra local da Polícia da República de Moçambique (PRM), acusados de corrupção passiva.

A detenção aconteceu quando os dois servidores públicos foram flagrados a receber dinheiro, no valor de onze mil meticais, das mãos do proprietário de um estabelecimento comercial da cidade de Chimoio, capital de Manica.
Os funcionários estão afectos ao Departamento de Inspecção na Direcção Provincial de Trabalho, Emprego e Segurança Social de Manica, segundo a AIM.
O crime ocorreu depois destes terem simulado uma inspecção no referido estabelecimento comercial e constatado algumas irregularidades, tendo daí tentado tirar vantagens.
“Exigiram dinheiro ao proprietário do estabelecimento, sob pena de sofrer uma multa, caso não o tivesse. O agente económico simulou que ia buscar o valor exigido, enquanto contactava a Polícia, que accionou mecanismos que culminaram com a detenção flagrante dos dois funcionários”, explicou Mário Arnança, chefe do Departamento de Relações Públicas no Comando Provincial da PRM em Manica.
Falando à AIM, em Chimoio, Arnança disse que sobre o caso já foi lavrado um processo que seguirá seus trâmites para a responsabilização criminal dos supostos envolvidos.
“O processo corre seus trâmites e os dois funcionários serão levados à barra da justiça. Estamos perante um acto de corrupção passiva, que é punível nos termos da lei. Nosso apelo é que a população se mantenha vigilante e denuncie qualquer crime para que a Polícia trabalhe e responsabilize os seus actores”, referiu a fonte.

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction