A construção e inauguração da subestação de Massinga, na província de Inhambane, permitiu melhorar a qualidade de fornecimento de energia eléctrica para mais de 61 mil clientes, devendo, nos próximos tempos, chegar para pouco mais 30 mil famílias nos próximos tempos.
A subestação de Massinga, com 30 MVA (megavoltampere), constitui uma iniciativa do sector público, financiada pelo Reino da Dinamarca, através do “mix-credit”, no valor de 116 milhões de dólares americanos, que incrementou a qualidade de fornecimento de energia eléctrica nos distritos de Massinga, Funhalouro e Morrumbene. 
Após a inauguração, em 2018, a subestação teve como impacto directo o aumento da disponibilidade de potência para a zona norte de Inhambane, maior fiabilidade e segurança de fornecimento de energia naquele extremo da província.
O facto está inserido no plano de desenvolvimento de infra-estruturas económicas e sociais do Ministério dos Recursos Minerais e Energia (MIREME), no quadro das actividades para o sector energético plasmadas no Plano Quinquenal (2015/19), cuja cópia a AIM teve acesso.
O pelouro traçou, igualmente, o Programa de Desenvolvimento de Acesso de Energia (EDAP), uma iniciativa do sector público financiada pelo Banco Mundial, no valor de 6.6 milhões de dólares, cujas obras iniciaram em 2015 e que terminaram na primeira fase em 2017.
O projecto visava, essencialmente, expandir a rede de distribuição e melhorar a qualidade de vida nas zonas do Município da Matola e cidade de Maputo, nomeadamente, Matlemele, Nkobe, Matola-Gare, Khongolote, Matola-Rio, Tchumene 2; Distrito de Boane, Posto Administrativo de Pessene (no distrito de Moamba); Bairro 25 de Junho (cidade de Maputo).

Na sequência da implementação do Projecto EDAP, foram feitas, até então, na região sul, cerca de oito mil ligações de novos consumidores nos Município da Matola e cidade de Maputo.
Ainda no quadro das realizações no sector energético, o Ministério dos Recursos Minerais e Energia destacou, durante o seu último Conselho Coordenador, havido no distrito de Chibuto, província meridional de Gaza, a construção da central à gás de “Kuvaninga”, no Chókwè, com 40 Megawatts (MW).
O projecto, da iniciativa do sector privado, contribuiu para a estabilidade do sistema eléctrico na região sul, em particular, nas províncias de Inhambane e Gaza, cuja inauguração ocorreu em 2017.
O impacto do projecto centra-se no aumento da disponibilidade de potência, maior fiabilidade e segurança de fornecimento de energia às províncias de Gaza e Inhambane, contribuindo com oito por cento de toda a carga (ponta de consumo) da região sul.
Este impacto positivo na qualidade de fornecimento de energia eléctrica abrange cerca de 231 mil consumidores da região sul do país, localizados nas províncias de Gaza e Inhambane.

 

   

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction