Director: Júlio Manjate

Todos os postos administrativos do país estarão ligados à rede nacional de energia eléctrica até ao final do presente ciclo de governação, em 2024, segundo compromisso assumido ontem pelo Presidente da República, Filipe Nyusi, falando na cerimónia de inauguração da Subestação de Marrupa e da linha de transmissão que a alimenta a partir de Cuamba, na província do Niassa.

As duas infra-estruturas ontem inauguradas são cruciais para o projecto de electrificação rural da província do Niassa, em curso desde Junho de 2017.

A linha Cuamba/Marrupa tem 240 quilómetros de extensão e a subestação uma capacidade de 16 Mega Volts Ampere (MVA), sendo que os distritos de Marrupa, Maúa e Mecula, actualmente ligados, consomem apenas cerca de 1.5 MVA.

O Chefe do Estado explicou que o que se pretende é levar energia eléctrica a mais 146 postos administrativos pois, dos  446 que o país tem, 300 já estão conectados à rede da Electricidade de Moçambique (EDM). Lembrou que os distritos já estão todos electrificados.

Recomendou que a energia disponível seja usada para a geração de renda, e não apenas para a iluminação nas residências.

“A energia é para o trabalho”, disse Nyusi, explicando que o recurso deverá ser usado, por exemplo, na irrigação de campos agrícolas, desenvolvimento do turismo, noqual Mecula tem um grande potencial. Apontou ainda o desenvolvimento de pequenas indústrias, incluindo moageiras e conservação do pescado,como outras utilidades que poderão ser dadas à energia eléctrica.

Ao abrigo do projecto de electrificação do Niassa, orçado em54.5 milhões de dólares, foram já construídos 407 quilómetros de rede de média tensão e 650 quilómetros de distribuição em baixa tensão, além de 179 postos de transformação (PT) e colocados 4500 candeeiros de iluminação pública das vilas.

Segundo Nyusi, com este avanço será possível viabilizar as aulas no curso nocturno e a extensão do abastecimento de água,que, embora tenha melhorado significativamente nos últimos tempos, ainda constitui um grande desafio.  

Para o Chefe doEstado, com a melhoria daagricultura, pescas, turismo e outras áreas socioeconómicas graças à energia, a província terá mais possibilidades de oferecer emprego, resolvendo desta forma outra inquietação do Niassa e do país no geral.

O Presidente da República chamou atenção às comunidades para a necessidade de protegerem as infra-estruturas de energia e reportar actos ilícitos que possam resultar na sua destruição. Apelou à população para que obtenha energia por vias legais e que pague pelo consumo, evitando recorrer a ligações clandestinas e esquemas para evitar facturação. 

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction