Director: Lázaro Manhiça

O chefe do comando norte-americano de Operações Especiais em África disse,ontem,que os ataques no norte de Moçambique têm a "impressão digital” do Estado Islâmico, manifestando preocupação com o acelerar da ameaça terrorista na região.

"Estamos preocupados. Acreditamos que há um problema local que está a ser aproveitado pelo Estado Islâmico. Nos últimos 12 a 18 meses desenvolveram as suas capacidades, tornaram-se mais agressivos e usaram técnicas e procedimentos comuns em outras partes, nomeadamente no Médio Oriente, associados ao Estado Islâmico", disse o major-general Dagvin Anderson.

O comandante do Comando de Operações Especiais dos Estados Unidos em África, com sede em Kelley Barracks, em Estugarda, na Alemanha, falava ontem durante uma conferência de imprensa para abordar os esforços dos Estados Unidos no combate ao terrorismo em África durante a pandemia de Covid-19.

Dagvin Anderson apontou o facto de o próprio Estado Islâmico ter reivindicado essa ligação, mas considerou, sobretudo, determinantes os sinais da organização terrorista nas comunicações."Vimos publicações e comunicações nos média muito bem feitas e que têm a impressão digital e todas as marcas do Estado Islâmico", disse.

"Por isso, acreditamos que há uma ligação mais profunda, que o Estado Islâmico está envolvido com a facção no norte de Moçambique e que tem influência", acrescentou.

O responsável admitiu, no entanto, que a extensão dessa influência não é ainda totalmente conhecida.

"Estamos a trabalhar com a nossa embaixada e com o Governo de Moçambique para ter uma ideia melhor, perceber como essa ameaça se está a desenvolver e o que é que isso significa para a região", afirmou.

Para o major-general Dagvin Anderson,não há dúvidas de que "há actores externos que estão a influenciar o conflito e a torná-lo mais virulento e perigoso".

Cabo Delgado é desde Outubro de 2017 palco de acções de grupos armados que, de acordo com as Nações Unidas, forçaram a fuga de 250 mil pessoas de distritos afectados pela violência, mais a norte da província.

A capital provincial, Pemba, tem sido o principal refúgio para as pessoas que procuram abrigo e segurança em Cabo Delgado, mas há quem prefira fugir para outros lugares, incluindo Niassa e Nampula, províncias vizinhas.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction