Director: Lázaro Manhiça

MAIS de duzentas famílias receberam, na última sexta-feira, kits de sementes, para a segunda época da campanha agrária 2020/2021, na localidade de Siaia, distrito de Chongoene, Gaza.

Cada kit é constituído por sementes de tomate, cebola, pepino, repolho, alface, couve, cenoura, quiabo, milho e feijões.

As sementes foram adquiridas com financiamento espanhol, no valor de 955 mil meticais, através da Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Rurais (ADCR) e Associação Madre Coraje (AMC).

A oferta surge em resposta ao pedido manifestado pelo Serviço Distrital de Actividades Económicas (SDAE) a ADCR, para fazer face à crise de sementes, provocada pela queda de chuvas que se registaram em Dezembro e Janeiro últimos, que destruíram diversas culturas.

As sementes foram oferecidas aos membros de dez associações agro-pecuárias, maioritariamente integradas por mulheres.

Armando Macome, director da ADCR, disse que o apoio a famílias que lutam contra fome, através de produção de alimentos, é um dos  melhores investimentos, no qual “vale a pena apostar, e um exemplo a seguir, porque encoraja a aceleração do desenvolvimento nas comunidades  rurais”.

Macome pediu aos beneficiários para o uso racional sementes, desde a preparação da terra, sementeira e a observância de todos os cuidados subsequentes até a colheita, para que a iniciativa seja sustentável  e atractiva a mais parceiros.

Comments

MAIS duas pessoas, homem e mulher de 37 e 68 anos de idade, morreram nas últimas 24 horas, nas províncias de Nampula e cidade de Maputo, vítimas da covid-19, o que sobe o cumulativo para 791 mortos no país.

 dados partilhados pelo Ministério da Saúde, no fim-de-semana, 668 pessoas foram declaradas recuperadas, elevando para 58.904 o cumulativo de pessoas livres da doença, o que corresponde a uma taxa de 85.7 por cento. Moçambique tem 9.059 casos activos para a doença.

Nos centros de isolamento, as autoridades contabilizavam ontem 52 pessoas internadas, com a saída de 12 pacientes que deverão prosseguir o tratamento nas suas casas.

O número de pessoas que contraem infecção pela Covid-19 regista também uma relativa estabilização, tendo, no período em análise, sido diagnosticados 252 casos, a maioria dos quais nas províncias de Nampula, Zambézia e cidade de Maputo.

As autoridades sanitárias reiteram o apelo para o cumprimento rigoroso das medidas de prevenção, como forma de garantir o controlo da propagação da doença no país. Recordam que se mantêm válidas todas as medidas aprovadas pelo Governo, com destaque para a proibição da venda de bebidas alcoólicas, frequência à praia como local de recreação, mantendo-se a autorização para passeios em actividades físicas nos espaços definidos para pedestres, mas sem aglomerações.

 

Comments

A PROVÍNCIA de Gaza perspectiva vacinar, este ano, mais de dois milhões de animais domésticos contra doenças como carbúnculos hemático e sintomático, febre aftosa, brucelose, dermatoses nodulares, newcastle e raivas.

A informação foi avançada pela governadora desta província, Margarida Mapandzene Chongo, no lançamento da campanha de vacinação de animais que teve lugar, sábado (10), no distrito de Guijá e que decorre sob o lema “campanha de vacinação animal, em defesa da saúde pública e da economia”. 

Nesta campanha, espera-se que 522.792 bovinos sejam imunizados contra o carbúnculo hemático, 172.521 contra carbúnculo sintomático, 508.149 contra febre aftosa, 43. 067 contra a dermatose nodular, 31.368 e contra a Brucelose Bovina, enquanto que 30.000 cães e gatos serão vacinados contra a raiva e 1.401.562 galinhas receberão doses para combater a doença de Newcastle.

Para a  governadora de Gaza, a vacinação anual de animais é uma das principais apostas do Governo no presente Mandato (2020-2024), para a prevenção e controlo de doenças que afectam os animais e/ou são transmitidas por estes ao Homem.

“O lema deste  ano sugere-nos a importância da vacinação dos animais em defesa da saúde pública, pois a boa saúde animal tem implicações positivas na saúde da população, bem como a transformação desta riqueza viva na promoção e desenvolvimento da economia”, explicou Margarida Mapandzene Chongo.

Entretanto, as autoridades da pecuária em Gaza continuam preocupadas com a propagação de doenças transmitidas por caraças, que têm afectado esporadicamente alguns distritos, não obstante a província estar neste momento numa situação estável.

Comments

ALGUMAS pessoas carenciadas, residentes no posto administrativo de Beluluane, distrito de Boane, província de Maputo, queixam-se de exclusão no pagamento de Apoio Social Directo Pós-Emergência (PASD) no âmbito da eclosão da Covid-19.

Neste contexto, o processo realizado, sábado, em Beluluane, decorreu em meio a tumultos, pois os queixosos buscavam respostas por parte das estruturas locais.

Marta Fenias, viúva e mãe de quatro filhos, não entende o porquê de não ter sido alistada, uma vez que não dispõe de renda para o sustento.

Joana Cardoso, residente no posto administrativo, lamentou o facto de as autoridades locais não terem divulgado a informação sobre a ajuda para que a população aderisse a campanha.

A chefe do quarteirão 8, em Beluluane, Isaura Mabunda, afirmou que não soube do processo de PASD, tendo sido surpreendida pela população a informar sobre o pagamento dos 4.500,00 no âmbito da eclosão da Covid-19.

“Procurei o secretário do bairro e expôs o problema. Ele ordenou-me a fazer a lista das pessoas para beneficiarem do valor numa próxima ocasião”, contou.

A primeira fase do PASD, que consiste no pagamento de 4.500,00 meticais, iniciou quarta-feira, em Boane e o término está previsto para hoje. A etapa seguinte vai decorrer daqui a dois meses.

Prevê-se que pelo menos oito mil famílias beneficiem do apoio provido pelo Governo. 

Comments

QUARENTA e quatro estâncias turísticas, no Município da Praia de Bilene, continuam fechadas, em consequência das medidas do estado de calamidade pública vigente no país, devido à pandemia da Covid-19, facto que condiciona as receitas da edilidade. 

Os dados foram partilhados, recentemente, pelo presidente da vila autárquica de Bilene, Mufundisse Chilengue, que fez saber que grande parte dos munícipes encontram-se a enfrentar problemas de sobrevivência, devido à escassez de postos de trabalho. 

A localização costeira desta autarquia propicia que o turismo seja o seu suporte económico, porque ser principal fonte de rendimento. Por isso, com muitos estabelecimentos hoteleiros encerrados, a autarquia está “entre a espada e a parede”, visto que também não se pode fazer turismo sem vida. 

“Os municípios sobrevivem através das taxas e quando não recebemos turistas as estâncias não funcionam, os nossos munícipes perdem empregos e a nossa economia fica afectada”, disse Mufundisse, destacando o encerramento, também do Complexo Humula 2, entre as 44 estâncias que não funcionam, por ser o que emprega muitos trabalhadores, agora nas suas casas.

“Na passagem do ano, a Praia de Bilene andou muito cheia. O volume de negócios, na autarquia, melhorou mas também, muitas pessoas que vieram se aglomerar contraíram covid-19, transmitindo-se entre elas, porque vinham de diferentes partes do mundo. Não estamos aqui a atribuir culpas a ninguém, porque sabemos tratar-se de um cenário mundial. Entretanto, com novas medidas, a nossa autarquia voltou a ficar deserta e as receitas baixaram”, lamentou o edil da Praia de Bilene

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction