Director: Lázaro Manhiça

A DEFESA da ré Ângela Leão que está sendo ouvida hoje (16) em tribunal sobre o caso das Dívidas Não Declaradas, pediu ao Tribunal para conceder intervalos, regularmente, por alegadamente ela não se encontrar bem de saúde, como atestam documentos anexados no processo.

Damião Cumbane, advogado da ré, precisou que mesmo que os intervalos sejam de cinco a dez minutos podem ajudar à ré Ângela Leão.

No entanto, o pedido foi imediatamente aceite pelo juiz da causa, Efigénio Baptista, tendo referido que sempre que houver necessidade poderá conceder o tempo para um pequeno descanso.

O julgamento decorre no estabelecimento Penitenciário de Máxima Segurança, vulgo BO, na Machava, província de Maputo.

Comments

UM incêndio destruiu na noite de ontem (15) algumas bancas do Mercado Feira das Actividades Económicas da Zambézia (FAEZA), na cidade de Quelimane.

Testemunhas oculares desconhecem a origem do incêndio, mas supõe se seja fogo posto.

EM ACTUALIZAÇÃO

Comments

A RÉ Ângela Leão, esposa de Gregório Leão, antigo director da SISE, já se encontra no banco dos réus, desde a manhã de hoje (16), a ser ouvida pelo juiz Efigénio Baptista, no caso das dívidas não declaradas.

Encontram-se também no banco dos réus oito arguidos deste processo que já responderam ao interrogatório da 6ª secção do Tribunal Judicial da cidade de Maputo, que funciona numa tenda no recinto do estabelecimento Penitenciário de Máxima Segurança, vulgo BO, na província de Maputo.

Ângela Leão, de 43 anos de idade, é a décima pessoa a ser ouvida na produção de provas e vai responder pelos crimes de falsificação de documentos, abuso de confiança, associação para delinquir e branqueamento de capitais.

É apontada no laudo acusatório como tendo beneficiado de nove milhões de dólares norte-americanos em subornos pagos pela Privinvest, de Jean Boustani, através da conta da empresa M Moçambique Limitada do co-réu Fabião Mabunda, por sinal seu amigo e parceiro em actividades empresariais.

Neste momento decorrem as questões prévias apresentados pela defesa.

Comments

MAIS três pessoas morreram hoje vítimas da Covid-19, num dia em que o país registou  mais 191 novos casos de infecção. Trata-se de dois homens e uma mulher de  49, 61 e 66 anos de idade, respectivamente.  

Com estas mortes, sobe para 1.898 o total de óbitos e 149.671 casos registados desde a eclosão da pandemia em Março de 2020.

De acordo com o comunicado de actualização de dados da Covid-19, as províncias de Niassa e Nampula registaram 42 casos cada, seguidas da Cidade de Maputo  que diagnosticou 37 infectados.

Dados das autoridades sanitárias apontam que  59 pessoas continuam internadas  nos centros de internamento e outras unidades hospitalares, sendo que nas últimas horas houve dez internamentos, seis altas hospitalares e 388 recuperados  da doença.

Assim, 142.769 indivíduos previamente infectados estão livres da doença, e cinco mil casos continuam activos. 

Comments

OS profissionais da Televisão de Moçambique (TVM) devem ser mais criativos e proactivos de modo a produzirem conteúdos que exploram e divulgam, o potencial turístico e socioeconómico da província de Manica.

A exortação foi feita hoje (15) pelo secretário de Estado em Manica, Edson Macuácua, falando na cerimónia de inauguração do estúdio digital da TVM, no âmbito da digitalização da televisão.

O estúdio digital de Manica é o penúltimo a entrar em funcionamento no país, faltando apenas o estúdio de Pemba, na província de Cabo Delgado, cuja inauguração está prevista para breve.

“Manica encontra-se numa importante zona geoestratégica, possui recursos naturais e turísticos, grande biodiversidade e vários tipos de clima na região, por isso, divulguem as potencialidades que a província apresenta,” reiterou.

Intervindo em representação do Governo Central, Edson Macuácua disse que a digitalização abre uma nova era na história da província e constitui uma porta que a Televisão prossiga com maior agressividade na promoção das potencialidades e oportunidades de investimento nacional e estrangeiro visando o desenvolvimento da província, do país e da região.

A governadora de Manica, Francisca Tomás, intervindo no acto, congratulou a TVM pelos esforços que tem vindo a empreender visando a implementação do projecto do Governo de Moçambique de digitalizar a Televisão Pública, realçando estarem criadas as condições técnicas e tecnológicas que vão permitir que a instituição possa divulgar mais e melhor a riqueza multifacetada da província.

A inauguração do novo estúdio, segundo a governadora, vai traduzir-se também na melhoria e aumento da cobertura territorial e na expansão do sinal da maior estacão televisiva do país. “Testemunhamos a concretização da transição da transmissão televisiva analógica para a digital”, sublinhou.

O Presidente do Conselho de Administração da TVM, Faruco Sadique, disse ser compromisso da instituição televisiva que dirige, manter viva a missão do percurso dos 40 anos, contribuindo para a promoção do progresso social, económico e cultural de Moçambique, a consciencialização cívica, política e social dos cidadãos, a consolidação e aprofundamento da democracia e para o reforço da unidade nacional.

Descreveu o potencial turístico, cultural, histórico, social, económico, político, agro-pecuário, agro-industrial, florestal, piscícola, mineiro, hídrico, paisagístico, lendário e da biodiversidade que província de Manica concentra. O novo estúdio da TVM vai catapultar a divulgação deste potencial e promover o desenvolvimento da província e do país.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction