Director: Lázaro Manhiça

MAIS um homem, de 87 anos de idade, morreu ontem(09) vítima da covid-19, o que eleva o cumulativo de óbitos para 1892. Nas últimas 24 horas, mais 320 indivíduos recuperaram da infecção pelo novo coronavírus, o que sobe o número de recuperados para 140.961 e baixa para 6.044 casos activos. De acordo com o comunicado de actualização de casos covid-19, aponta o registo de 174 novas infecções pelo SARS-COV-2 e aumenta para 148.901 o total de pessoas já infectadas pela doença. Nas unidades sanitárias deram entrada mais seis doentes, 13 tiveram altas médicas e 78 pacientes continuam acamadas. Comments

MOÇAMBIQUE pretende adquirir 9 milhões e 300 mil doses de vacinas da Johnson & Johnson, contra a Covid-19 até 2022. Desta quantidade, 100.800 doses chegaram esta sexta-feira (10) ao país, no âmbito da iniciativa African Vaccine Acquisition Trust (AVAT).

De acordo com o Secretário Permanente do Ministério da Saúde (MISAU), Grilo Lubrino,  as vacinas a administrar em dose única vão completar as que foram obtidas pelo Governo no âmbito da iniciativa Covax e desta forma concretizar o plano de vacinar 17 milhões de pessoas até ao próximo ano.

“As 9.3 milhões doses da Johnson & Johnson vão acelerar  a implementação do Plano Nacional de Vacinação e assegurar a imunização da maior parte da população em curto espaço de tempo. Esperamos ainda que nos próximos dias, ao abrigo do acordo assinado em Março através do Fundo Africano de Aquisição de Vacinas, mais vacinas cheguem ao país  até totalizar a quantidade adquirida”, disse o Secretário Permanente do MISAU.

No país, a vacinação contra a Covid-19 iniciou em Março, tendo já abrangido 1.6 milhão de pessoas totalmente imunizadas.

Moçambique é um dos primeiros países membro da União Africana a adquirir um lote de vacinas da Johnson & Johnson contra a Covid-19, através do mecanismo AVAT, que tem como objectivo imunizar até um terço da população africana.

A aquisição das vacinas da Johnson & Johnson resulta do financiamento do Banco Mundial, na ordem de 115 milhões de dólares.

O Representante do Banco Mundial em Moçambique, Emry  Osaltin  refere que  o número de pessoas vacinadas até agora em Moçambique não é satisfatório, pelo que é preciso intensificar a campanha de vacinação e fortalecer o Sistema Nacional de Saúde.

Por sua vez, o oficial sénior de Bioprotecção e Biossegurança, Talkmore Maruta, disse que  a África CDC está comprometida em apoiar todos os estados membros da União Africana,  para vacinar pelo menos 60 por cento de 1.2 biliões de africanos.

Com esta aquisição, Moçambique junta-se aos países beneficiários do mecanismo AVAT, numa altura em que Angola recebeu no mês de Agosto, 165.000 doses, a República do Botswana e o Reino do Lesotho 108.000 doses, a Zâmbia recebeu 129.600 doses, esperando-se que a Namíbia agregue esta lista nos próximos dias.

 

Comments

DOIS militares morreram atropelados, na sequência de um acidente de viação ocorrido na província da Zambézia, anunciou ontem fonte policial.

“Os militares foram atropelados na tarde de terça-feira (07) dia da Vitória, quando saíam do quartel militar em direcção à cidade de Quelimane, capital provincial. Eles foram atropelados por uma viatura e morreram”, disse Sidner Lonzo, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM) na Zambézia, citado  pela Rádio Moçambique.

“Uma das vítimas era o comandante da Polícia Militar aqui na cidade de Quelimane”, referiu o porta-voz, acrescentando que o excesso de velocidade terá sido a causa do acidente.

Segundo a PRM, o motorista que atropelou os militares fugiu logo depois do sinistro, entretanto foi detido na quarta-feira (08).

“Testemunhas deram características da viatura e no dia seguinte conseguimos localizá-la e ao condutor também”, acrescentou Sidner Lonzo.

Comments

A 6ª SECÇÃO do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo está desde a manhã de hoje (10) a ouvir o réu Renato Matusse, um dos 19 arrolados no recebimento de dinheiro de subornos, no âmbito do projecto de protecção da Zona Económica Exclusiva.

O referido projecto resultou no caso das “Dívidas Não Declaradas”, que já vai na sua terceira semana de julgamento sendo que as sessões de produção de provas decorrem na Penitenciária da Máxima Segurança BO, na Machava, província de Maputo.

No entanto, na sessão de hoje, Renato Matusse deverá esclarecer o seu envolvimento no processo, respondendo as perguntas que estão a ser formuladas pela acusação do Ministério Público, pelo juiz Efigénio Baptista e da defesa.

O réu é acusado de prática de crimes de corrupção para acto ilícito, associação para delinquir, abuso de confiança e branqueamento de capitais, sendo o 7º a responder no processo do caso das dívidas não declaradas. Ontem foram ouvidos Maria Ines Moiane e se filho de criação, Elías Moiane. O primeiro foi Cipriano Mutota, seguido de Teofilo Nhangumele, Ndambi Guebuza, Bruno Langa e Sérgio Moiane.

Durante a apresentação das questões prévias, a defesa quis afastar a imprensa da cobertura desta sessão do julgamento, numa clara tentativa de contrariar a Liberdade de Imprensa, alegando a presunção de inocência. Porém, o requerimento nesse sentido foi logo rejeitado pelo juiz do caso, Efigénio Baptista, que ainda fez questão de recordar que não poderá recuar da decisão tomada na primeira sessão deste julgamento, há 12 dias.

Comments

O RÉU Elias Moiane confirmou ontem (09), em sede do tribunal que julga o caso das dívidas não declaradas, ter ajudado Inês Moiane, sua tia (mãe de criação) a comprar os dois imóveis referenciados nos autos.

Para o efeito, o réu disse que a secretária do antigo Presidente da República, Armando Guebuza, passou-lhe uma procuração que lhe conferiu plenos poderes para agir e representá-la em todos os negócios.

Foi por essa via que, conforme disse o sétimo réu ouvido no 11º dia de julgamento, que adquiriu, com parte dos 750 mil euros (56,6 milhões de meticais, ao cambio do dia) recebidos da Privinvest, dois imóveis, um ao preço de 14 milhões de meticais e registado em nome das filhas da tia. O segundo não chegou a estar em nome de Inês Moiane porque o processo foi travado assim que as autoridades judiciárias começaram a investigar o caso das dívidas não declaradas.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction