Director: Júlio Manjate

Uma cidadã está detida nas celas do comando distrital da Polícia da República de Moçambique (PRM), em Mossurize, na província de Manica, indiciada de ter morto a filha da rival, movida por ciúmes.
Trata-se de Elisa Wache, de 42 anos de idade, que se envolvera antes numa rixa com a sua rival, cujo nome não foi revelado.
Na sequência do desentendimento havido, segundo o porta-voz da PRM em Manica, Mateus Mindú, a indiciada asfixiou a filha da rival e de seguida embrulhou o corpo  com uma rede mosquiteira e lançou no rio, recorrendo a uma pedra para afundar o corpo da menina na água.
Falando hoje, em conferência de imprensa havida em Chimoio, a capital provincial, sobre os acontecimentos do fim-de-semana, Mindú explicou que a mulher já se encontra detida para responsabilização criminal.
“Do trabalho feito constatamos que as duas esposas viviam num ambiente de muita discussão. Movidas por ciúme, uma aproveitou-se da ausência da outra para matar a criança e, para ocultar o corpo, embrulhou-o com rede mosquiteira e atirou ao rio. O corpo ficou submerso na água até que a PRM conseguiu localizar o cadáver”, explicou Mindú.
No distrito de Machaze, a sul da província, a PRM neutralizou um outro cidadão indiciado no roubo de motorizadas. Durante a sua neutralização, a corporação recuperou algumas motorizadas e outros bens roubados naquele distrito e noutras zonas circunvizinhas.
“Não registamos nenhum caso de acidente viação. A Polícia de Trânsito está no terreno a trabalhar na sensibilização dos automobilistas para respeitarem as regras do código de estrada para evitar ocorrência de acidentes”,disse Mindú, acrescentando que durante as últimas 72 horas a PRM não registou nenhum outro caso criminal de relevância.

Comments

O Presidente da República, Filipe Nyusi, inaugura hoje um  hotel-escola no Instituto Industrial e Comercial de Pemba, cidade do mesmo nome, na província de Cabo Delgado.

Nesta deslocação a Cabo Delgado, o Presidente Nyusi far-se-á acompanhar pelo Ministro da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional, Jorge Nhambiu, quadros da Presidência da República e de outras instituições do Estado.

 

 

Comments

 

O número de camiões de grande tonelagem que diariamente transportam crómio, da África do Sul ao Porto de Maputo, pela EN4, aumentou de 500 para 800 desde Novembro último.

Os camiões fazem longas filas na Estrada Nacional Número Quatro (EN4), causando embaraços ao trânsito e na própria segurança rodoviária.
A Autoridade Tributária (AT) de Moçambique explicou ao “O País” que o aumento daqueles meios circulantes deve-se à decisão das autoridades sul-africanas de interromper temporariamente o transporte de uma parte de crómio por via ferroviária.
O porta-voz da AT, Felisberto Tinga, reconhece a situação que se vive ao longo daquela rodovia e diz que já há trabalhos em curso visando reverter o cenário que se assiste, sobretudo no Quilómetro Quatro (KM 4), onde os carros fazem filas que chega a atingir 10 quilómetros.
“Tivemos aumento de camiões porque parte da carga que era transportada por comboio passou para a estrada. Temos indicações de que há uma mina de ferro crómio que acaba de abrir na África do Sul, o que está a contribuir para o aumento do trânsito. Passaram de 500 para 800 camiões que transitam por dia pela EN4 com destino ao porto de Maputo”, disse Tinga.
Em Novembro último, uma delegação da Autoridade Tributária reuniu-se com as autoridades sul-africanas para estudar estratégias para flexibilizar o tráfego de viaturas, sobretudo camiões, entre os dois pontos fronteiriços, Ressano Garcia, do lado moçambicano, e Lebombo, do sul-africano.
Segundo Tinga, como solução ao problema, do lado moçambicano será criado o sector de trânsito no KM4, que será reforçado por funcionários que se vão dedicar a regular o transporte de ferro crómio.
Disse, igualmente, que a AT vai estender o horário até 23.00 horas para o atendimento de trânsito de mercadorias, sobretudo vindas da África do Sul.
Ainda como medida para conter a situação, os camiões passarão a usar o parque da empresa Khudumba, enquanto tratam do expediente relativo ao desembaraço aduaneiro.

 

Comments

Três pessoas morreram e pouco mais de vinte contraíram ferimentos, entre graves e ligeiros, em consequência de um acidente de viação ocorrido ao fim da manhã de ontem na localidade de Muriaze, no distrito de Nampula.

O sinistro  envolveu uma viatura de caixa aberta de carga que na altura transportava passageiros e que tombou num dos desvios ao longo da EN 104, actualmente em obras de asfaltagem, uma via que liga a cidade de Nampula e a vila-sede de Nametil, no distrito de Mogovolas.

O chefe do Banco de Socorros do Hospital Central de Nampula, Marcelo Banquimane, que confirmou a recepção de dois corpos sem vida, explicou que a terceira morte ocorreu naquela unidade, dada a gravidade dos ferimentos contraídos pela vítima.

 

Comments

UM total de 98 técnicos superiores em Ciências da Comunicação e informação, nas áreas de Biblioteconomia e Documentação, Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade e Marketing foram exortados, hoje sexta-feira, a pautar pela diferença positiva no exercício da sua profissão.

Trata-se de 27 estudantes do curso de Biblioteconomia e Documentação, 26 de Jornalismo, 29 de Relações Públicas e 16 de Publicidade e Marketing, graduados em cerimónia dirigida pelo Ministro da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional (MCTESTP), Jorge Nhambiu.

Intervindo na cerimónia, Jorge Nhambiu disse que a terceira graduação que a Escola Superior de Jornalismo realiza faz parte do resultado final de diferentes actividades desenvolvidas pelas Instituições de Ensino Superior (IES), tanto públicas, como privadas, com a necessidade premente de “desenvolver o capital humano e social” para intervir, proactivamente, nos esforços nacionais de promoção do crescimento e desenvolvimento socioeconómico.

Na ocasião, o ministro apelou aos diversos técnicos recém-graduados a dedicarem todas as suas forças, energias e saber ao serviço da nobre causa de desenvolvimento nacional, traduzindo todo o conhecimento e educação adquiridos ao longo do processo de formação em fontes de geração de prosperidade económica e estabilidade social.

Por seu tuno, Tomás Jane, director da Escola Superior de Jornalismo, apelou aos graduados para enveredarem pela diferença, no sentido de fazerem melhor o seu trabalho, lembrando-os que  foram formados para fazerem a diferença, porque o país já conhece as experiências actuais e o saber fazer vigente, pelo que não interessa a replicação, porque os actuais profissionais já o fazem bem ou, pelo menos do seu jeito.

Jane aconselhou ainda aos recém-formados para que sejam verdadeiros grandes comunicadores, informadores e disseminadores da ciência.

“A mensagem de fundo que devem levar é a de que esperamos de vós pessoas inovadoras que conferem ao mercado de comunicação e da informação uma razão de ser, um desafio actual, novos olhares, abordagens criativas e uma distinta interpretação da realidade. Verdadeiros profissionais, íntegros, éticos, isentos, imparciais, interessados pela busca incansável da verdade, pela confrontação de fontes, pela verificação da informação e interpretação fiel e fidedigna dos factos”- disse.

Realçou que os graduados devem pautar por um jornalismo factual e de cidadania e não pelo activismo, abstenção de oferecer ao país e ao mundo opiniões em forma de notícias.

Dos 98 estudantes graduados, 8 são do pós-laboral, 68 de sexo feminino e 30 do sexo masculino. A escola conta, neste momento, com um total de 1096 estudantes distribuídos por vários cursos em dois períodos (laboral e pós-laboral), sendo 718 na sua sede, em Maputo, e 378 na Delegação Académica de Manica.

 

 

 

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction