A Sociedade Portuguesa de Dermatologia pretende criar um centro de apoio em educação e tratamento de pessoas com pigmentação da pele em Moçambique.

Trata-se de um centro dedicado ao acompanhamento regular e tratamento de pessoas com falta de pigmentação da pele.
O mesmo vai dedicar-se à pesquisa e estudos da patologia, em parceria com médicos moçambicanos, segundo explicou, semana passada, em Maputo, Miguel Correia, presidente da Sociedade Portuguesa de Dermatologia durante as celebrações do Dia Internacional de Consciencialização do Albinismo.
“Temos a esperança de mudar a vida das pessoas afectadas pelo albinismo. Pretendemos criar um centro de qualidade e de excelência dedicado à educação da pessoa com falta de pigmentação de pele, dedicado ao acompanhamento regular, tratamento das primeiras manifestações de cancro de pele, ou seja, um programa completo de apoio ao albinismo, em parceria com pesquisadores moçambicanos e europeus. Já temos o aval das autoridades moçambicanas”, avançou Miguel Pereira, segundo a AIM.
O interesse de Portugal pela protecção das pessoas com ausência de pigmentação de pele surgiu em 2012, com um grupo de portugueses que, sensibilizados com o drama das pessoas albinas em Moçambique, criou a Associação Portuguesa Kanimambo, que vem apoiando mais de 400 pessoas nestas condições em Maputo, Inharrime, Gorongosa e Nampula.
“A nossa actuação cinge-se mais na protecção, com campanhas como estas de sensibilização, e, no segundo vector, actuamos em apoio com protectores solares, camisolas e óculos de solo. Actuamos também num terceiro vector, na área da saúde”, explicou Nuno Bento, representante da Associação Kanimambo.
O albinismo é uma doença hereditária, cuja causa é uma mutação genética que resulta de pouca ou nenhuma produção de melanina. Estima-se que em Moçambique existam cerca de 20 mil pessoas com albinismo.

Comments

MAIS de mil formadores do ensino técnico-profissional foram capacitados no país, nos últimos cinco anos, com o objectivo de garantir a produção de quadros qualificados e capazes de satisfazer asreais necessidades do mercado de trabalho. Leia mais

Comments

A EMPRESA chinesa Startimes Software Technologies e a ONG WildAid assinaram, recentemente, em Beijing, um memorando de entendimento cujo objectivo é proteger  a vida selvagem em África. Com o acordo, as duas instituições pretendem trabalhar juntas para aumentar a consciencialização das comunidades do continente sobre a necessidade de se  conservar a fauna, através da transmissão de programas educativos. Leia mais

Comments

Cerca de oito mil produtores moçambicanos estão envolvidos na prática da aquacultura de pequena escala, incluindo unidades, que desenvolvem a actividade em moldes comerciais.
Nas regiões situadas no interior do país, a actividade tem contribuído, sobremaneira, para superar o défice alimentar das populações, além de gerar renda e postos de emprego.
Dados a que o “domingo” teve acesso apontam que até o ano passado havia uma produção global de pouco mais de três mil toneladas, contra cerca de 600 toneladas, que constituam a média registada na última década.
Ainda no que se refere ao desenvolvimento da aquacultura de pequena escala, a província de Inhambane é a que mais se destaca, com diversos produtores empenhados na produção destinada ao auto-sustento.
Em termos de desenvolvimento da actividade em moldes comerciais, salientam-se unidades como a “Aquapesca”, que faz a produção de camarão na Zambézia, centro do país. Quanto à produção de peixe destacam-se a “Chicoa Fish Farm” e a “Poelela”, cujos índices de produção, se apresentam em grande escala.
A “Aquapesca”, cuja base de intervenção está na Albufeira de Cahora Bassa, na província central de Tete, exporta grande parte da sua produção aos países vizinhos, designadamente, Zimbabwe, Malawi e a Zâmbia, tendo o ano passado colhido uma média de 100 toneladas.

Comments

AS instituições de ensino superior e os técnicos-profissionais devem preparar-se para participarem de forma activa,na formação de quadros capazes de responder às exigências da indústria do futuro. Leia mais

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction