Director: Lázaro Manhiça

AS autoridades sanitárias manifestam a sua preocupação com o elevado consumo de álcool em Moçambique, particularmente nos dias de calor intenso, contrariando as recomendações do sector da saúde.

O Ministério da Saúde adverte que as bebidas alcoólicas não servem para hidratar o organismo humano, pelo contrário, produzemefeitos opostos.

A advertência surge dofacto de nos dias de calor intenso se verem muitas pessoas a consumirbebidas alcoólicas.

“Temos que evitar o consumo de bebidas alcoólicas. O álcool inibe a produção de uma hormona chamada antidiurética. Esta tem como função inibir a eliminação de líquidos. Se o álcool inibe esta hormona, o que vai acontecer é que vai aumentar as perdas. Então, daí também aumentar a desidratação que é o quadro principal em caso de aumento do calor”, disse o médico de clínica geral no Hospital Central de Maputo (HCM), Miqueias Namuaria, falando ontem a jornalistas.

Segundo Namuaria, o Banco de Socorros do HCM regista um aumento significativo no fluxo de pacientes por desidratação nos dias muito quentes, um fenómeno resultante do aumento da temperatura.
“Isso porque com o aumento da temperatura há também um aumento das perdas hídricas, perda de líquidos corporais. Isso leva a uma condição chamada desidratação. Esses pacientes têm dado entrada, cá, com quadros de hipotensão, que é tensão baixa. E também por causa da mesma desidratação, temos muitos pacientes crónicos que vêm com quadros de descompensação das suas doenças crónicas. Estamos a falar de doentes com hipertensão arterial, diabetes, entre outros”, disse.

Para os pacientes com sinais de desidratação e a sociedade em geral, o médico recomenda a ingestão de muitos líquidos.

“A ingestão de líquidos não deve ocorrer somente quando sentimos sede. Devemos fazer uma ingestão regular, principalmente neste período em que temos altas temperaturas. Também, temos que ter uma atenção especial a algumas faixas etárias vulneráveis: idosos e crianças.

Essas pessoas podem sentir sede e não se manifestarem. Com isso, temos que dar água regularmente e estarmos sempre atentos e vigilantes”, apelou.

Namuaria exortoutodasas pessoas a evitarem a exposição ao sol, principalmente no período compreendido entre às 11 e 17 horas”.

Frisou que também é frequente a entrada de pacientes com sintomas de intoxicação alimentar.
“Isto é devido ao calor e por causa da má conservação dos alimentos. Se não conservamos alimentos em lugares frescos, o que vai acontecer é que há um aumento da sua degradação e posterior apodrecimento”, explicou. (Noticias/AIM)

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction