Imprimir
Categoria: Ciência, Tecnologia e Ambiente
Visualizações: 2069

A PROVÍNCIA de Inhambane recebeu ontem (27) 9.720 doses da vacina contra a Covid-19 para imunizar, numa primeira fase, grupos prioritários constituídos principalmente por profissionais de saúde.

Os imunizantes da marca VeroCell (SARS-COV-2 Vaccine) incluem as respectivas seringas fabricadas pela farmacêutica Sinopharm, da China, oferecidas no âmbito das relações de cooperação entre os dois países

Segundo a directora dos serviços provinciais de saúde, Sónia Mahesso, Inhambane regista 3.425 casos positivos da Covid-19, dos quais 165 são profissionais de Saúde.

Quinhentos e trinta e nove casos continuam activos, 36 pacientes internados e oito morreram devido a doença.

Durante o acto de recepção das vacinas, as autoridades provinciais de Inhambane alertaram a população para não relaxar no cumprimento das medidas de prevenção contra o novo coronavírus, por causa da chegada deste lote.

“A vacina não pode ser vista como a salvação imediata de todas comunidades contra esta pandemia, daí que há necessidade de continuarmos a observar todas medidas de prevenção”, exortou a secretária de Estado na província, Ludmila Maguni.

Para Maguni, a chegada da vacina é porta de esperança na recuperação numa primeira fase dos profissionais de saúde que passarão a contar com um nível de prevenção de forma a estar em condições de prestar cuidados médicos à população em todas enfermidades.

Por seu turno, o governador Daniel Chapo lembrou que a higienização das mãos, uso correcto das máscaras, distanciamento social e sobretudo, bem como o cumprimento integral das medidas previstas no último decreto do Conselho de Ministros sobre a prevenção da Covid-19.