Imprimir
Categoria: Ciência, Tecnologia e Ambiente
Visualizações: 771

MOÇAMBIQUE vai continuar a decretar a veda da pesca de camarão de superfície para resguardar este recurso que contribui para a arrecadação de divisas para o país.

É que estudos realizados por investigadores moçambicanos indicam que a ausência de medidas de gestão arrojadas e com o devido cumprimento por parte dos pescadores tem concorrido para a desaceleração da produção do camarão em vários países.

Segundo Augusta Maita, ministra do Mar, Águas Interiores e Pesca, alguns países da região ficaram desprovidos do camarão de superfície por não terem sido capazes de encontrar o necessário equilíbrio entre pescar e ter rendimentos hoje, apenas, e pescar para render amanhã e sempre.

LEIA MAIS