PHC

Director: Lázaro Manhiça

O MELHORAMENTO das antigas variedades de algodão produzidas em Moçambique é a aposta do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM) na província da Zambézia, como forma de levar os produtores a alcançar uma produção de alto rendimento.

Actualmente a desenvolver um programa avançado (convencional e não-convencional) para o melhoramento genético do algodão tolerante à mancha angular e outras doenças, alta produtividade e boas qualidades de fibra, o IIAM tem também metas a atingir num horizonte a longo prazo.

Para tal, perspectiva angariar fundos para pesquisa e produção de sementes básicas e pré-básicas, libertação e registo de cultivares melhoradospelo programa de melhoramento de algodão tolerante a doenças, pragas e outros factores abióticos, como a seca, com altos rendimentos e boa qualidade.

Segundo Leonel Moiana, investigador do IIAM, as variedades antigas já se revelam inviáveis, pois estão longe dos padrões para uma produção de alto rendimento que se pretende com esta cultura.

De acordo com os dados avançados por Moiana, esta cultura é praticada por 223.580 produtores nas zonas Centro e Norte do país, dos sectores familiares e empresarial, factor mais que suficiente para se avançar na busca de novas formas de tornar a actividade rentável, por via da pesquisa. Leia mais

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Júlio Manjate

Administrator: Rogério Sitoe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction