Director: Júlio Manjate

Um estudo científico revelou a descoberta de nove espécies novas de gafanhotos em Moçambique, anunciou, ontem, o Parque Nacional da Gorongosa (PNG), citado pela lusa.

“Pelo menos duas das espécies recém-descobertas não podem ser encontradas em nenhum outro lugar do mundo e ocorrem na floresta tropical única da Serra da Gorongosa”, escreve-se na nota do PNG.

O artigo científico resulta de seis anos de um trabalho de campo realizado pelo entomologista (biólogo, especialista em insectos), Piotr Naskrecki, e pelo ex-técnico do PNG Ricardo Guta.

“O artigo descreve a biologia, a distribuição e o comportamento acústico (canções produzidas por estes insectos) de todas as 60 espécies, que vivem na região” e, no meio deste trabalho, encontraram-se as novas espécies.

Os novos gafanhotos foram baptizados com nomes científicos, em homenagem às pessoas, que deram o seu contributo, para a conservação da natureza em Moçambique.

É o caso do gafanhoto Gorongosa Carri, designação “colocada num novo género, que recebeu o nome do parque e de homenagem a Gregory Carr”, promotor da restauração do PNG, nos últimos anos.

O Parque da Gorongosa localiza-se na província de Sofala, no centro do país, e tem cerca de 4.000 quilómetros quadrados.

Apresenta-se como o principal parque nacional de vida selvagem de Moçambique, localizado na extremidade sul do Vale do Rift do leste africano.

É habitat de alguns dos ecossistemas, biologicamente, mais ricos e, geologicamente, mais diversos do continente e é co-gerido pelo Governo e pelo Projecto da Gorongosa.

 

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction