Director: Júlio Manjate

A directora-geral da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Georgina Benrós de Mello,admitiu,ontem,à Lusa,que por vezes falta investimento em educação ambiental, apesar de esta ser uma “necessidade vital”.

Em declarações à margem de um colóquio com o tema “Natureza e meio ambiente nos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa”, organizado pela sociedade alemã para os países africanos de língua portuguesa,DASP, em Berlim, que terminou ontem, a directora da CPLP sublinhou a importância da educação ambiental,revelando a necessidade de esta ser uma das “primeiras prioridades”,porque “é o futuro”.

“Precisamos de investir nas novas gerações para que as populações não sejam apenas a vítima destas mudanças (climáticas), mas que participem numa solução. Temos toda uma mudança de postura e de paradigma que temos de fazer, que exige muito investimento em educação”, realçou, transmitindo que nem todos os países da CPLP têm fôlego financeiro para apostar nessa área.

Georgina Benrós de Mello notou, em relação aos recursos financeiros, que “às vezes não há e é um esforço”.

“Num país de recursos limitados,essa talvez não seja a primeira prioridade, mas sim dar de comer às pessoas ou tratar de quem está doente. Mas se olharmos,em termos de perspectiva de futuro, esta é uma necessidade vital”, frisou.

A dirigente da CPLP deu exemplos de situações negativas decorrentes da acção humana, como o caso das queimadas na floresta amazónica, ou decorrentes de fenómenos naturais, como os ciclones em Moçambique ou a desertificação em Cabo Verde.

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction