Director: Júlio Manjate

O nível de enchimento das barragens dos Pequenos Libombos, Corumana e Massingir começa a preocupar as autoridades, numa altura em que as previsões sazonais apontam para chuvas abaixo do normal, receando-se, por isso, que não haja encaixes.

A Barragem dos Pequenos Libombos está actualmente com 26.23 por cento da sua capacidade, a de Corumana com 25.26 por cento, e a de Massingir 34.61 por cento, de acordo com a Direcção Nacional de Gestão de Recursos Hídricos (DNGRH).

Agostinho Vilanculos, da DNGRH, aponta que a Barragem dos Pequenos Libombos, principal fonte de abastecimento de água à Região do Grande Maputo, tinha nível relativamente bom, mas as elevadas temperaturas nos dias que correm aumentam o ritmo de evaporação.

Embora já se tenha auxílio da de Corumana, a fonte recomenda que os cidadãos intensifiquem as medidas de racionalização da água da rede pública, evitando ao máximo lavar viaturas, regar jardins e outras actividades dispendiosas.

As descargas, na ordem de 3.09m3/s, garantem na totalidade o abastecimento de água para consumo humano e 30 por cento das necessidades agrícolas ao longo das margens do Umbelúzi. O ideal seria 4.5m3/s.

Embora os níveis sejam inquietantes, Vilanculos garantiu que no actual modelo de operação as duas barragens vão assegurar o abastecimento por mais 16 ou 18 meses, mesmo que não encaixem água até ao fim das chuvas em Março.

Contrariamente ao que se verifica no Sul, no Centro e Norte os níveis de armazenamento são satisfatórios, prevendo-se que algumas barragens atinjam 100 por cento até ao fecho da presente época chuvosa.

Cahora Bassa (HCB) e Chicamba, no Centro, registam nível de enchimento de 70.75 e 68.77 por cento, enquanto Nacala e Mugica, no Norte, situam-se nos 91.82 e 68.13, respectivamente. Nampula já está plenamente cheia. 

Comments

Quatro pessoas morreram na província de Nampula, em consequência do mau tempo que se faz sentir na região, disseram ontem à Lusa fontes oficiais.

Três dos mortos são menores de quatro anos, o outro é um adulto de 30, todos vítimas da forte corrente das águas dos rios, que tem aumentado com as últimas chuvas que caem naquela província.

O primeiro caso ocorreu entre os bairros de Murrapaniua e Moatala, onde uma criança de quatro anos, que brincava próximo ao rio Nicuta, e um adulto de 30 anos, que tentava atravessar para a outra margem, foram arrastados pela correnteza do rio.

"As vítimas foram arrastadas pela fúria das águas do rio Nicute, que passa por vários bairros da cidade de Nampula", disse à Lusa o porta-voz da Polícia da República de Moçambique [PRM] em Nampula, Zacarias Nacute.

Um trabalho conjunto entre a PRM e o Serviço Nacional de Salvação Pública (Sensap) facilitou a localização dos corpos, que já foram entregues às famílias, acrescentou.

Por sua vez, no sábado, uma canoa que transportava quatro pessoas da mesma família naufragou num rio no distrito de Lalaua, matando duas crianças, de dois e quatro anos.

"As duas crianças morreram, apenas o pai e a mãe é que conseguiram salvar-se", disse à Lusa a administradora do distrito de Lalaua, Alzira Samuel.

Segundo a administradora, o corpo de uma das menores foi recuperado na segunda-feira e o outro no sábado.

O mau tempo que se regista em Nampula afectou cerca de 130 pessoas e destruiu total e parcialmente 37 casas.

Dados gerais avançados no dia 02 de Janeiro pelo Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) indicavam que 47.572 pessoas foram afectadas, cinco morreram e outras 53 ficaram feridas devido aos efeitos combinados da época chuvosa em curso desde Outubro.

Comments

Descargas atmosféricas danificaram na provincia da Zambezia, parte do equipamento que garante o funcionamento da antena repetidora da Rádio Moçambique, em Milange.

 O fenómeno destruiu ainda algumas residências e electrodomésticos  e feriu várias pessoas, nos bairros Sete de Abril e Três de Fevereiro.

O supervisor de zona de servico ao cliente da Electricidade de Mocambique, Amandio Matique, disse a RM, que alguns bairros daquela autarquia são susceptíveis a descargas atmosféricas devido ao sistema de atracção de cargas.

Comments

A ADMINISTRADORA do distrito de Malema, província de Nampula, Maria Zutina, defende a necessidade da criação de uma reserva animal no posto administrativo de Chihulo como uma das formas de mitigar o conflito Homem-fauna bravia nesta região. LEIA MAIS

Comments

AS alterações climáticas estão a tornar os oceanos cada vez mais ácidos, o que pode danificar a pele dos tubarões. O aumento da acidez corrói os dentículos dos tubarões -escamas microscópicas semelhantes a dentes que cobrem a pele ,o que pode prejudicar a natação. Leia mais

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction