Director: Júlio Manjate

Moçambique continua com o registo de 21 casos confirmados de infecção pela Covid-19, após o laboratório do Instituto Nacional de Saúde (INS) ter testado quatro indivíduos suspeitos nas últimas 24 horas.

O país já testou 683 casos suspeitos de estarem infectadas pelo novo Coronavírus.

Os dados foram apresentados, há momentos, por Rosa Marlene, directora nacional de Saúde Pública, falando no habitual briefing de actualização da Covid-19.

Segundo a fonte, o continente africano registou 14.524 casos, dos quais 850 nas últimas 24 horas e um total de 2583 pessoas recuperadas e infelizmente com 788 mortos por causa da Covid-19.

As autoridades da saúde continuam a instar as pessoas a tomar medidas de prevenção da Covid-19, tais como o uso de máscaras, desinfecção ou lavagem frequente das mãos com água e sabão, distanciamento social e observância da etiqueta da tosse, com o braço em forma de V. Recomenda-se, ainda a observância das medidas decretadas no âmbito do estado de emergência em vigor desde 1 de Abril.

 

Comments

ESPECIALISTAS do Hospital da China Ocidental na Universidade de Sichuan e do Hospital Central de Maputo (HCM) estão a aprimorar mecanismos de cooperação visando melhorar a capacidade de diagnóstico e tratamento do Covid-19.

Na semana passada, profissionais do HCM receberam capacitação, por meio de vídeo-conferência, sobre as medidas de prevenção e resposta ao coronavírus. Uma nota do HCM refere que as partes discutiram questões ligadas a biossegurança nas salas de atendimento, gestão das áreas de isolamento e protecção das equipes de saúde nas unidades de terapia intensiva.

O vice-presidente do Hospital da China Ocidental em Sichuan, Liu Lunxu, explicou com a adopção de medidas fortes de prevenção e controlo ajudou na contenção rápida da epidemia na China.

“Julgamos que Moçambique pode aprender com esta experiência daí que achamos pertinente a realização desta formação, para transmitir conhecimentos que possam ajudar os médicos moçambicanos a dar melhor resposta à pandemia”, disse.

O director-geral do HCM, Mouzinho Saíde, disse que o intercâmbio permitiu preparar os técnicos moçambicanos para responder a possíveis casos do Covid-19, cujo número de casos no país continua estacionário.

“Com a China temos relações que duram a bastante tempo e sente-se a sua forte presença nas diversas áreas de prestação de serviços e de especialidade como cirurgia, urologia, medicina tradicional chinesa, anestesia, ginecologia e obstetrícia”, explicou.

Comments

O USO de máscaras de protecção do nariz e da boca passa a ser obrigatório nos transportes públicos e privados de passageiros, e em locais com grande movimentação de pessoas, segundo decisão anunciada ontem pelo Conselho de Ministros.

Enquadrada nas medidas de prevenção da propagação da Covid-19, a decisão foi anunciada no final da 6a sessão extraordinária do Conselho de Ministros, que apreciou e aprovou o decreto que altera alguns artigos do documento que aprova medidas de execução administrativa, na sequência da declaraçãodo estado de emergência por razões de calamidade pública.  

O porta-voz da sessão, Filimão Suaze, explicou que as alterações estão em consonância com a recente recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), e são extensivas aos operadores de moto-táxi e táxi-bicicleta, eles que também são obrigados a respeitar os limites de lotação.  

Referiu que as medidas que alteram o decreto já em vigor tem como objectivo garantir que, ao mesmo tempo que se faz a gestão da situação gerada pela Covid-19, o país não incorra numa situação de crise social e económica.

Nesta senda, Filimão Suaze afirmou que o Governo adoptou ainda a modalidade de prova de vida não presencial, durante a vigência do estado de emergência.

O Conselho de Ministros decidiu igualmente permitir uma massa laboral acima de um  terço nas indústrias de produtos considerados essenciais, mediante a apresentação de um pedido fundamentado, dirigido ao ministro que superintende a área de Trabalho, ouvido o pelouro da Indústria de Comércio.

“Estas áreas que nós entendemos como sendo indústrias de produtos essenciais, tanto podem ser de produção de alimentos e bebidas, indústria química, serviços de saúde, entre outras imprescindíveis para a economia nacional”, anotou.

O mesmo aplica-se ao transporte de passageiros que deverá passar a respeitar o critério da lotação em função do número de assentos e não um terço do número máximo de lugares disponíveis, como havia sido determinado. 

Referiu-se também à situação na província de Cabo Delegado, recomendando à serenidade e uma maior colaboração com as Forças de Defesa e Segurança que se encontram no terreno a garantir a ordem e tranquilidade públicas.

Comments

Subiu de 10 para 17 pessoas infectadas pela covid-19 confirmadas, há momentos, pelas autoridades da Saúde, no seu habitual briefing diário de actualização de dados sobre a pandemia do novo coronavírus.

Rosa Marlene, directora nacional de Saúde Pública, afirmou que nas últimas 24 horas, foram diagnosticados sete casos positivos de um total de 43 amostras testadas pelo Instituto Nacional da Saúde (INS).

A fonte explicou que seis, destes novos casos resultam das investigações feitas aos indivíduos de contacto com o trabalhador da Total, recentemente diagnosticado, em Afungi, na província de Cabo Delgado e o sétimo caso é um importado de Portugal.

Cinco casos são trabalhadores da Total, no acampamento de Afungi e encontram-se todos em quarentena, há um caso novos destes contactos na cidade de Maputo. Outros contactos estão nas províncias de Maputo, Nampula e Cabo Delgado, e em cinco países, nomeadamente, África do Sul, Austrália, Estados Unidos de América, Inglaterra e Nova Zelândia.

Neste momento, o laboratório do INS possui mais amostras em laboratório, resultantes do mapeamento dos 66 contactos com o doente considerado número 10, o trabalhador da Total.

Ilesh Jani, director geral do INS, explicou na ocasião que os trabalhadores da total encontram-se em três acampamento na zona de Afungi, onde estão cerca de mil funcionários, todos já em quarentena, para novas investigações de modo a quebrar o ciclo de infecção.

Comments

Trinta e três amostras de um conjunto de 63 recolhidas em indivíduos suspeitos de infecção, em Palma, província de Cabo Delgado, estão em análise laboratorial no Instituto Nacional de Saúde (INS), em Marracuene, província de Maputo.

As restantes 30 amostras poderão chegar ao laboratório amanhã, quarta-feira, com a equipa de epidemiologistas que estão a trabalhar na investigação de pessoas que tiveram contacto com um funcionário da Total, infectado pelo Covid-19.

O facto foi anunciado esta tarde pelo director-geral adjunto da instituição, Eduardo Samo Gudo, falando na conferência de imprensa havida esta tarde, na cidade de Maputo.

A fonte explicou que a partir de amanhã (8) serão divulgados os resultados do primeiro lote destas amostras e prevê-se que até sexta-feira seja anunciado o relatório do trabalho que está sendo realizado em Cabo Delgado.

Entretanto, Rosa Marlene, directora nacional de Saúde Pública, disse que nas últimas 24 horas foram testadas 57 pessoas suspeitas e ambos registaram resultado negativo, o que mantém em 10 casos positivos, dos quais um já recuperado. No total, já foram testados 424 suspeitos de contaminação pelo novo coronavírus.

Por seu turno, orlando Mudumane, porta-voz do comando geral da Polícia da República de Moçambique, disse que 25 indivíduos foram encarcerados nas unidades provinciais em resultado da desobediência ao decreto presidencial de Estado de emergência.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction