Director: Júlio Manjate

O que significa estar em autoquarentena?

AUTOQUARENTENA é um processo em que o indivíduo fica em sua casa num compartimento sem mais ninguém. Não havendo essa possibilidade, ele deve manter um distanciamento de aproximadamente dois metros com os outros. A ideia da quarentena é de não transmitir o vírus. Quarentena não é para pessoas doentes, é para aqueles indivíduos saudáveis que não sabemos se estão infectados. Estando em quarentena não deve partilhar utensílios com os outros, e é preciso implementar medidas de desinfecção. É uma medida de distanciamento social.

Quanto tempo o vírus resiste fora do organismo ou no ambiente?

Este vírus transmite-se por gotículas, geradas por espirros ou tosse, que ficam suspensas no ar ou contaminam superfícies. Um estudo publicado esta semana (semana passada) sugere que em gotículas no ar o vírus pode ficar até três horas suspenso ou no chão. Os tempos de sobrevivência divergem em relação ao tipo de superfícies se for cartão, alumínio ou aço. Em algumas superfícies ele pode ficar até três dias. É por isso que se deve higienizar as mãos com frequência e evitar tocar na cara. É preciso deixar o espaço arejado, com boa ventilação e circulação do ar.  O vírus é altamente transmissível.

Qual é o tempo de incubação do vírus?

O registo dos casos até agora verificados pelo mundo mostram que o período de incubação em média é de cinco dias, mas pode ir até 14 dias.

Em caso de tosse, febre ou fadiga devo me dirigir ao hospital?

Haverá conselhos diferentes consoante a fase da epidemia e a gravidade da doença. Numa fase sem casos confirmados,  solicitamos a quem tem sintomas ligeiros para ligar a um dos números que o MISAU disponibilizou. Numa fase em que já estaremos com vários casos identificados a recomendação poderá mudar. Pessoas com sintomas leves deverão ficar em casa para não sobrecarregar o sistema de saúde e reduzir a transmissão.

Em relação ao tratamento, já há alguma descoberta?

Neste momento não há tratamento específico. O tratamento é sintomático, isto é, damos o suporte que as pessoas precisam para vencer a dificuldade respiratória e a febre. Alguns falam de cloroquina, antiretrovirais, etc. Estes tratamentos ainda não estão cientificamente provados. Há, por exemplo, um estudo recentemente publicado numa revista científica de renome internacional que mostra que os antiretrovirais não têm efeito positivo sobre a doença.

Fonte: Ilesh Jani, investigador coordenador do Instituto Nacional de Saúde

Comments

MORREU na tarde de ontem, em Portugal, o sociólogo moçambicano Carlos Serra, vítima de doença.    

Nascido na cidade de Tete, Carlos Serraera doutorado em Sociologia pela École des Hautes Etudes en Sciences Sociales de Paris, França. Foi Professor Catedrático do Centro de Estudos Africanos da Universidade Eduardo Mondlanee presidente do seu Conselho Científico.

Pesquisador associado do Centre D'analyses et D'interventions Sociologiques (CADIS), da Maison des Sciences de l'Homme, também em Paris, foi igualmente coordenadorda colecção “Cadernos de Ciências Sociais” e do “Prémio Escolar Editora de Ciências Sociais”, assim como autor de várioslivros de História e Sociologia.

Comments

AUMENTAR a competitividade e produtividade social e económica das províncias de Cabo Delgado, Niassa e Nampula, bem como assegurar uma gestão sustentável dos recursos naturais em toda a região abrangida são a principal missão da Agência de Desenvolvimento Integrado do Norte (ADIN), recentemente criadapelo Governo.

O Primeiro-ministro, que ontem empossou Armando Panguene como presidente desta Instituição,disse que as linhas estratégicas da agência devem centrar-se na geração de renda e na criação de mais empregos, sobretudo para os jovens.

“Para o alcance destes objectivos estratégicos, a ADIN deve promover acções com vista àconstrução de infra-estruturas que permitam uma maior interligação intra e interprovincias; recuperação de escolas, centros de saúde, estradas, pontes e campos de produção agrícolas danificados por eventos extremos e acções dos malfeitores”, explicou Carlos Agostinho do Rosário.

Exortou o empossado a criar condições para garantir o envolvimento do sector privado no processo de desenvolvimento económico das três províncias, e assegurar a participação das autoridades locais, líderes comunitários e religiosos, bem como da sociedade civil na resolução dos problemas locais.

“Para que se alcancem estes objectivos,é necessário que a Agência garanta uma articulação permanente e coordenada entre o Governo central, autoridades locais, municipais e os parceiros de cooperação. Ela deverá também desenvolver programas que concorram para o desenvolvimento harmonioso da região e que assegurem a competitividade territorial e a sua inserção nos mercados internacionais”, disse o Primeiro-ministro, destacando que o Governo pretende estimular a inovação e transferência de tecnologia e promover o desenvolvimento de infra-estruturas e de um capital humano dotado de capacidades técnicas na região norte do país.

Comments

Dezassete farmácias, sediadas na cidade de Maputo, estão a ser investigadas após denúncias de especulação de preços de produtos de desinfecção das mãos, álcool em gel; equipamento de protecção (luvas e máscaras) e suplementação da vitamina “C”.

Os processos estão a ser movidos pela Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) e Direcção da Saúde da Cidade de Maputo, após denúncias de cidadãos que procuravam por estes produtos usados para a prevenção do novo coronavírus.

Trata-se de farmácias localizadas na zona de cimento e periferia da capital do país que se têm aproveitado do aumento da procura destes produtos para conseguir mais ganhos, violando as recomendações das autoridades.

Ao todo foram apresentadas, a nível nacional, 75 reclamações que têm a ver com a especulação de preços de produtos, das quais 55 envolvem farmácias. Deste total, a cidade de Maputo aparece com 22 queixas.

Para além de denúncia de especulação de preços de produtos de desinfecção das mãos, como álcool em gel; luvas, máscaras e suplementação da vitamina “C”, algumas farmácias também estão a ser processadas por venda de produtos fora do prazo

A informação foi dada a jornalistas pela porta-voz da INAE, Virgínia Muianga, afirmando que o trabalho inspectivo feito nos últimos quatro dias confirmou que nalguns pontos da cidade de Maputo há produtos farmacêuticos fora do prazo.

“Algumas farmácias já foram notificadas e estão a responder aprocessos, podendo se defender,apresentando a documentação correspondente àaquisição dos produtos, para justificar os preços aplicados”, disse Virgínia Muianga.

Acrescentou que os farmacêuticos indiciados de venda de produtos fora do prazo serão sancionados com multas e advertências para prevenir a reincidência, que poderá determinar o encerramento dos seus estabelecimentos.

Virgínia Muianga apelou aos cidadãos a continuarema denunciar e a apresentar provas deespeculação de preços, como recibos,para facilitar a localização dos prevaricadores e intervenção das autoridades competentes na resolução do problema.

Comments

Exercícios de aplicação em diversas disciplinas estão a ser preparados pelo Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano para ocupar os alunos durante os trinta dias de interrupção lectiva decretada pelo Governo como uma das medidas de prevenção da propagação do Covid-19.

O director do Instituto Nacional de Desenvolvimento de Educação (INDE), Ismael Nheze, não disse quando é que os exercícios estarão disponíveis para os alunos, assegurando que tal deverá acontecer ainda esta semana,para permitir que as crianças façam o maior proveito possível dos dias em que estarão confinados em casa.

“A medida foi de carácter imediato e não deu tempo para nós prepararmos um plano de actividades para este cenário. Tudo está a ser feito para que os estudantes tenham exercícios o mais rápido possível para se ocuparem durante os trinta dias”, garantiu Nheze.

O que se pretende, segundo a fonte, é que as crianças, sobretudo as das classes iniciais, não percam o ritmo que já estavam a ganhar nas aulas, razão porque apela à colaboração dos pais e encarregados de educação.

O director do INDE acrescentou que os directores de escolas e professores estão a ser orientados para fazer o acompanhamento dos alunos usando as várias plataformas disponíveis para comunicação, incluindo as redes sociais.

Nheze referiu ainda que todos os meios de comunicação social, em particular rádios, televisão e jornais, serão usados igualmente para difundir os conteúdos que ainda estão a ser elaborados.

Dependendo das orientações que vierem a ser tomadas depois dos 30 dias, o MINEDH vai, segundo a nossa fonte, decidir se reprograma ou não as actividades para o presente ano lectivo.

“Se a interrupção for de apenas 30 dias,acredito que ainda possamos cumprir o plano, mas,se a situação agravar-se e houver necessidade de se estender o tempo de suspensão de aulas, certamente que será muito difícil recuperar”, disse.

Recorde-se que o Presidente da República anunciou, na sexta-feira, medidas adicionais de prevenção de infecções com o coronavírus, uma das quais é o encerramento de todas as instituições de ensino público e privado, desde o ensino pré-escolar até ao universitário, com efeitosa partir de ontem, 23 de Março.

Comments

CONVERSAS AOS SÁBADOS

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

JORNAL DIGITAL


Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction