23.7 C
Maputo
Segunda-feira, 26 - Setembro, 2022

Orla fluvio-marítima: Produção de carvão põe em risco ecossistema

+ Recentes

A produção e comercialização de carvão vegetal na orla fluvio-marítima, entre Quelimane e Inhassunge, está a destruir o mangal e o ecossistema, perante a complacência das autoridades locais.

Devido à pressão, sobretudo no corte do chamado pau salgueiro usado como estacas na construção de habitações e produção de carvão vegetal, comercializado em Quelimane, a erosão na margem esquerda do trajecto Recamba-Olinda, em Inhassunge, penetrou sete metros em terra firme, nos últimos dois anos.

O “notícias” esteve, recentemente, em Inhassunge, onde constatou, com preocupação, a situação. A destruição do estuário, onde o peixe e o camarão desovam, é particularmente crítica.

Leia mais…

- Publicidade-spot_img

Destaques